Por pbagora.com.br

A Polícia Federal deflagrou a Operação Catena, com o objetivo de cumprir 5 mandados de busca e apreensão e 1 mandado de prisão preventiva, além de ordem judicial de afastamento de servidora pública de suas funções, bem como a determinação da suspensão de todos os benefícios previdenciários objetos de fraude.

Desde à tarde do dia 13/09/2018, aproximadamente, 50 Policiais Federais vem realizando diligências para cumprimento das Ordens Judiciais expedidas pela 16ª Vara da Justiça Federal de João pessoa/PB.

Durante a investigação, iniciada em março de 2017 no âmbito da ForçaTarefa Previdenciária, verificou-se a concessão de 23 benefícios previdenciários, especificamente auxílio-reclusão, concedidos irregularmente por servidora do INSS, em João Pessoa/PB desde o ano de 2015, causando prejuízo superior a R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais).

Os investigados obtiveram a concessão de benefícios irregulares para familiares de indivíduos que nunca tinham sido presos e também em razão de filhos de presidiários que nunca existiram.

A operação deflagrada interrompeu a fraude que já vinha sendo perpetrada desde 2015, evitando grande prejuízo aos cofres públicos, especialmente se for levado em conta a expectativa média de vida da população brasileira somada ao tempo em que os fraudadores estariam recebendo os benefícios concedidos irregularmente.

Os envolvidos foram indiciados pela prática dos crimes de estelionato previdenciário, associação criminosa e inserção de dados falsos em sistema de informações, cujas penas, somadas, podem superar 20 anos de prisão.

O nome da Operação CATENA advém de termo italiano que significa cadeia, em referência ao tipo de benefício fraudado (auxílio-reclusão). O preso e os objetos arrecadados nas buscas foram trazidos para a Superintendência Regional da Polícia Federal na Paraíba.  

PB Agora com PF

 


Leia mais notícias sobre o mundo jurídico no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Ministro Gilmar Mendes determina a retirada da tornozeleira eletrônica de RC

Nesta quarta-feira (05), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, determinou que o ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB) retire a tornozeleira eletrônica que ele utiliza desde fevereiro…

Entrega de carteiras de identidade continua em 11 municípios paraibanos

A ação de entrega das carteiras de identidade (RG) solicitadas nas Casas das Cidadania e no Programa Cidadão antes do fechamento desses espaços devido à pandemia do Covid-19, continua sendo…