A Secretaria Municipal de Defesa do Consumidor (PROCON-Patos) realizou, nesta semana, mais uma pesquisa de preço de refeições nos estabelecimentos comerciais que trabalham com serviços de alimentos e bebidas (AB), como restaurantes, lanchonetes e quiosques do município de Patos.

Pensando em oferecer a população patoense, que passa maior parte do seu dia fora de casa trabalhando e que faz suas refeições em restaurantes, o PROCON buscou informar sobre as ofertas de serviços de refeições disponíveis no comércio.

48 estabelecimentos comerciais, em todos os bairros da cidade, participaram da pesquisa e foram avaliados os preços das refeições servidas em prato executivo e self – service sem balança e com balança baseado no valor do Kg.

Nos estabelecimentos que oferecem seus serviços no centro e nos demais bairros o valor encontrado no self – service com balança foi encontrado uma variação no valor da refeição entre R$ 19,90 a R$ 37,50; no self-service sem balança o valor ficou entre R$ 8,00 a R$ 16,00; já o prato executivo o valor varia entre R$ 7,90 a R$ 19,90.

Um dos lugares mais procurados para refeições é o Mercado Público Municipal Darcílio Wanderley, só foram encontrados os valores do prato executivo, que variam entre R$ 6,00 a R$ 10,00, e o valor do self-service sem balança com valores entre R$ 8,00 a R$ 10,00.

Os restaurastes de comida chinesa e japonesa o self-service com balança o valor varia entre R$ 38,90 a R$ 74,90 e a refeição servida sem balança foi encontrado em um único lugar no valor de R$ 15,90; já o prato executivo está entre R$ 10,90 a R$ 30,00.

O secretário do PROCON Municipal, Bruno Maia, disse que essa é a segunda pesquisa de preço de refeições do ano e que cada vez mais cresce o número de participantes como também a procura dos consumidores por essa pesquisa.

“Tendo em vista a mudança da rotina da família brasileira, essa pesquisa foi muito bem aceita na primeira vez que foi divulgada e agora ela está voltando com um maior número de estabelecimentos comerciais pesquisados e distribuídos em uma área maior da cidade”.

O secretário Bruno informou aos restaurantes que ainda não aparecem nas pesquisas de preço e que tem interesse em participar das próximas, que atualize o cadastro junto à sede do PROCON, informando o endereço, telefone e nome do proprietário que será realizado uma visita ao estabelecimento.



Assessoria

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Grande JP inicia segunda-feira com barreiras sanitárias; confira

A cidade de João Pessoa, além dos municípios da Região Metropolitana (Santa Rita, Cabedelo, Caaporã, Conde, Bayeux, Alhandra e Pitimbu) iniciaram, nesta segunda-feira (1) a instalação de barreiras sanitárias para…

Covid-19: ação solidária beneficia trabalhadores da vaquejada na Paraíba

Obedecendo regras de isolamento social, o esporte vaquejada paralisou suas atividades desde o mês de março. A iniciativa serve para evitar a disseminação do novo coronavírus (Covid-19). No entanto, famílias…