De acordo com a última pesquisa de preços realizada pelo Procon de Campina Grande, pesquisando o campinense pode economizar até R$ 12,00 na compra do botijão de 13 quilos do gás de cozinha. Para fevereiro o preço médio do produto, segundo os estabelecimentos amostrados, foi de R$ 68,74 à vista. Em comparação com o mês passado cujo preço foi de R$ 70,13, constata-se uma redução de R$ 1,39, ou seja, -1,98%. O botijão pode ser encontrado na cidade por preços que variam de R$ 63,00 a R$ 75,00.

Já com relação a água mineral, das quatro marcas pesquisadas a Indaiá apresentou o maior preço médio, R$ 8,87, seguida da Sublime por R$ 6,19, Santa Vitória por R$ 4,43 e a Savoy por R$ 4,38. Além do preço o consumidor deve ficar atento aos vasilhames, se estão em bom estado de conservação e se os rótulos contém as seguintes informações: o nome da fonte, a natureza da água (se mineral ou adicionada de sais), a localidade, a data e número de concessão da lavra, o nome e o endereço do concessionário, as constantes físico-químicas, a composição analítica e classificação, além de dados como volume do conteúdo e indicação com ano e mês do engarrafamento e prazo de validade que são informações obrigatórias para todas as águas engarrafas. Caso o consumidor desconfie de alguma irregularidade deve acionar imediatamente o Procon Municipal por meio do 151 ou por WhatsApp 98185-8168.

O levantamento de preços foi realizado pelo Procon no dia 14 deste mês em 25 estabelecimentos comerciais do município que comercializam estes produtos. Para acessar a pesquisa completa clique no link https://procon.campinagrande.pb.gov.br/pesquisas/pesquisa-de-preco/.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Comerciantes fazem carreata para pedir abertura do comércio em João Pessoa

Mesmo com as recomendações dos especialistas para evitar aglomeração de pessoas em tempos de combate ao novo coronavírus, um grupo de comerciantes fez uma carreata para pedir a abertura do…

Desembargador Ricardo Vital destina R$ 399 mil ao HU para aquisição de 2.660 testes para Covid-19

O desembargador Ricardo Vital de Almeida, relator do processo da Operação Calvário, deferiu pedido formulado pelo Ministério Público da Paraíba (Gaeco) no sentido de destinar o montante de R$ 399.000,00,…