Por pbagora.com.br

A segunda etapa da campanha 2009, contra febre aftosa na Paraíba iniciará no
dia 1º de outubro e se estende até o dia 31, conforme o calendário
estabelecido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. A
vacinação é obrigatória em bovinos (Gado) e bubalina (búfalo) de todas as
idades. A Secretaria do Desenvolvimento Agropecuária e da Pesca (Sedap),
através da Defesa Agropecuária, vem tomando todas as providências, sobretudo
na divulgação, para que se consiga a adesão de todos os criadores de gado do
Estado.

O secretário Ruy Bezerra Cavalcanti Junior alerta que a vacinação “é uma
exigência do mercado internacional”. Para ele, o empenho dos pecuaristas é
muito importante “todos os bovinos e bubalinos do Estado deverão ser
imunizados. A preocupação é tirar a Paraíba da Zona de Risco Desconhecida,
para o status de risco médio e logo após o Estado alcance a área livre com
vacinação”, disse.

A campanha vai acontecer durante todo o mês de outubro, como informou o
gerente Executivo da Defesa Agropecuária, Jamir Mascena de Sousa.

Para que a campanha tenha êxito, a Secretaria está em contato com os
proprietários das lojas que vendem a vacina para que não deixem faltar o
produto durante o período. “O criador tem de fazer a sua parte, mesmo porque
a legislação estabelece multa a quem não vacinar”, comenta Jamir.

Ele explica que para qualquer movimentação do rebanho é obrigatória a Guia
de Transporte Animal (GTA) e esta só será emitida se o produtor tiver
realizada a notificação no prazo estabelecido.

 

*Como adquirir a vacina*

 

O produtor rural deve adquirir a vacina nas lojas agropecuárias, e depois de
vacinar o rebanho, deve procurar, até o dia 10 de novembro, o escritório das
Unidades Local de Sanidade Animal e Vegetal (Ulsavs) ou da Emater mais
próximo da propriedade para fazer a notificação, através das notas fiscais,
em quantidade compatível com seus rebanhos e informar a estratificação do
rebanho, discriminado por idade e sexo. Caso o produtor não declare, estará
sujeito a multas e ter seus animais impedidos de retirar a Guia de Trânsito
Animal (GTA), documento que atesta a sanidade dos animais e libera a
exposição dos mesmos em eventos agropecuários.

Na 1ª Etapa da campanha de vacinação, ocorrida em abril de 2009 foram
vacinados 1.016.255 bovinos e bubalinos o que representa 81,68 % do rebanho
do Estado que é de 1.244.266 animais. Foi a primeira vez na história da
Paraíba que a campanha de vacinação ultrapassou a um milhão de animais
vacinados.

A Sedap objetiva chegar, nessa segunda fase, a 90% dos animais vacinados. “A
nossa meta é vacinar, além desses um milhão e dezesseis mil e cento e vinte
cinco bovinos, aquele 19% que faltou em maio”, afirma o secretário Ruy
Bezerra.

*Febre Aftosa -* é uma doença viral altamente contagiosa com rápida
disseminação. A doença gera elevados prejuízos econômicos como o sacrifício
do rebanho num raio 40 km, chamado de área perifocal (em um ciclo de10 km da
área direita, 10 km da área esquerda, 10 km da área da frente e 10 km na
área de trás) e a proibição da exportação da carne brasileira.
 

 

Secom

Notícias relacionadas

MPF recorre ao STF contra decisão que permitiu vacinação de profissionais da educação em João Pessoa

O Ministério Público Federal (MPF), através do Vice-Procurador-Geral da República, Humberto Jacques de Medeiros, ingressou com um recurso junto ao Superior Tribunal Federal (STF) para suspender a decisão do desembargador…

Caixa começa a pagar hoje segunda parcela do auxílio emergencial

Trabalhadores informais nascidos em janeiro recebem hoje (16) a segunda parcela da nova rodada do auxílio emergencial. O benefício terá parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo da família.…