A Paraíba o tempo todo  |
CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Patos: Vigilância orienta população para prevenção ao Aedes

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Com a chegada das chuvas a Vigilância Ambiental de Patos está orientando a população com relação aos cuidados que devem ser tomados para evitar a infestação do mosquito aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. Algumas ações de conscientização e mutirões de visitas também estão sendo feitos para sensibilização dos patoenses.

De acordo com o primeiro Levantamento Rápido de Índices para Aedes Aegypti (LIRAa) desse ano de 2018, o município de Patos apresentou um índice de 4.2, o que é alto e sinaliza que o município está com infestação do mosquito, e a chegada das chuvas traz maiores preocupações diante da facilidade do acúmulo de água nos mais diferentes recipientes.

“De início a gente acabou de fazer um LIRAa, que é o Levantamento de Índice Rápido Amostral, e o resultado dele foi 4.2, que é um índice alto, não muito satisfatório, pois isso indica que a cidade está com infestação do aedes aegypti. Chuva é muito bom, nos deixa muito feliz, mas a gente não pode esquecer jamais de olhar os nossos quintais. O ovo do mosquito pode durar até um ano, por isso é importante que com a chegada das chuvas estejamos atentos à nossas calhas, nos quintais mesmo aquelas latinhas esquecidas que podem juntar água. O ciclo de vida do mosquito ocorre de forma muito rápida, em apenas uma semana,” alertou a coordenadora da Vigilância Ambiental, Elisângela Queiroz.

Segundo a coordenadora as equipes de agentes de endemias continuam o trabalho rotineiro de combate ao mosquito, com visitas domiciliares e repasse de orientações à população sobre as formas de prevenção dos focos, mas é preciso um maior engajamento da população, pois o maior índice de concentração dos focos dos mosquitos está dentro das residências.

“Não podemos esperar apenas pelo trabalho do agente de endemias, todas as pessoas precisam se engajar nessa luta. Semana passada nós estivemos visitando algumas paróquias convidando todos a se juntarem a nós, pois infelizmente a dengue, a zika e a chikungunya é um problema de todos, se um deixa de fazer a sua parte todos são atingidos,” disse Elisângela.

A Vigilância Ambiental de Patos funciona próximo à Praça Edvaldo Motta, no Centro da cidade. Dúvidas, denúncias e agendamento de visitas podem ser feitas diretamente na sede.

 Siga as dicas e seja um aliado nesta luta:

– Mantenha caixas ou tonéis de água fechados com tampa adequada;

– Não deixe água da chuva acumulada sobre a laje;

 – Elimine folhas, galhos, e qualquer obstáculo que possa impedir a água de fluir pelas calhas;

– Encha de areia até a borda os pratos dos vasos de plantas;

– Guarde garrafas sempre de cabeça para baixo;

– Não deixe pneus expostos com água no interior;

– Coloque o lixo em sacos plásticos fechados;

– Lave com sabão e escovas o interior dos tanques utilizados para armazenar água.

 

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe