Por pbagora.com.br

O governador João Azevêdo assinou, nesta segunda-feira (27), um protocolo de intenções para a instalação de uma unidade do Grupo Cavalo Marinho na Paraíba. A empresa atua no ramo de comércio de combustíveis. Por conta da pandemia, a reunião foi feita por meio de videoconferência e a assinatura do protocolo foi feita através de certificação digital. Além do governador, participaram também da reunião o diretor presidente da Companhia de Desenvolvimento da Paraíba, Rômulo Polari Filho; o sócio-diretor da Cavalo Marinho, Armando Fonseca; o gerente comercial da empresa, Márcio Fonseca; e o gerente financeiro, Flavio Fonseca.

Na ocasião, o chefe do Executivo da Paraíba destacou o equilíbrio financeiro do Estado e os investimentos da gestão para atrair novos investimentos para a Paraíba, assegurando a geração de emprego e renda. “O Estado tem mantido suas finanças controladas, pagando os servidores e fornecedores em dia e antecipando o pagamento da primeira parcela do décimo terceiro salário. Além dos investimentos na saúde, temos trabalhado para que vários segmentos continuem funcionando, como o agronegócio e o abastecimento, o que fez com que o Estado, mesmo diante da crise gerada pela pandemia, mantivesse seus níveis de investimentos. A chegada de vocês é mais um alento, por saber que as pessoas estão investindo na Paraíba, temos projetos como a expansão do Porto, no turismo e na irrigação, e esse é um novo momento e sejam bem-vindos”, comentou.

Também na reunião, Márcio Fonseca apresentou um pouco da trajetória do grupo Cavalo Marinho. “A Cavalo Marinho atua na distribuição através do segmento TRR (Transportador Revendedor Retalhista) há 37 anos, fornecendo óleos combustíveis, graxas e lubrificantes. Atualmente o grupo possui 18 empresas pelo Nordeste, cerca de 200 veículos e mais de 500 colaboradores”, explicou Márcio.

A empresa atua na revenda e distribuição de combustíveis no campo agrícola, alimentício, automotivo, aviação, condomínios, construção, grupos geradores, hospitais, hotelaria, indústria, mineração e embarcações.

O empreendimento irá funcionar no município do Conde e deve injetar, inicialmente, R$ 5 milhões na economia do estado, gerando aproximadamente 36 empregos diretos e 25 indiretos para os paraibanos. O faturamento mensal previsto é de R$ 10 milhões.

A unidade industrial que funcionará na Paraíba fará a distribuição do óleo diesel e óleo combustível para todo o estado e estados adjacentes, como também o serviço de logística no transporte de combustíveis para as grandes distribuidoras (BR, Shell e Ipiranga).

A capacidade de armazenamento da base na Paraíba será de 200.000 litros e a empresa pretende distribuir inicialmente cerca de 2 milhões de litros ao mês. Futuramente espera-se aumentar para 3 milhões de litros ao mês, gerando um faturamento anual em torno de R$ 100 milhões.

O sócio-diretor da Cavalo Marinho, Armando Fonseca, comentou a expectativa do grupo em atuar em breve na Paraíba: “Será um prazer pra gente estar junto com vocês de mãos dadas, pra gente poder crescer não só a empresa, como também ajudar no crescimento do estado”.

 

Redação com Secom/PB

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Ônibus voltam a circular em João Pessoa depois das 22h com alterações

Ainda tomando todos os cuidados para evitar o contágio da Covid-19, parte dos ônibus de João Pessoa voltar a circular, a partir desta segunda-feira (3), depois das 22h para atender…

Polícia encerra vaquejada na PB com aglomeração de quase 200 pessoas

Em tempo de pandemia do Covid-19, a Polícia Militar encerrou um evento de uma vaquejada na Paraíba com aglomeração de quase 200 pessoas. Uma mulher de 39 anos foi detida…