Depois de tomar conhecimento das declarações do deputado federal eleito Julian Lemos a respeito da suposta impossibilidade de nomeá-la para um cargo federal no futuro governo, a jornalista e suplente de deputada federal Pâmela Bório afirmou que não espera por uma função pública, mas acrescentou que a decisão sobre os auxiliares cabe a Jair Bolsonaro: “Quem definirá sobre o governo será o Jair Bolsonaro. Sobre o Gulliem (Julian), ele responde pelos atos dele de acordo com a personalidade e caráter dele”.

Pâmela acrescentou que seu colega de partido deve ter uma dívida de gratidão para com os demais postulantes porque a votação de cada u aumentou o coeficiente partidário: “Minha contribuição maior foi ao projeto de eleição do Jair Bolsonaro para ajudar a fazermos representação no Congresso a fim de garantir a governabilidade do presidente da república – para isso mudei minha candidatura de estadual para federal e assim o Gulliem (Julian) foi beneficiado, pois se lá eu não estivesse como candidata, ele não teria sido eleito pois só conseguiu vaga por QP, como já era esperado por nós. Ou seja, Julian tem dívida de gratidão para com todos os candidatos federais do partido”, lembrou ela.

A nota emitida por Pâmela pode ser conferida na íntegra abaixo:

Qualquer decisão ou declaração agora é, no mínimo, precipitada, Claudia. Quem definirá sobre o governo será o Jair Bolsonaro. Sobre o Gulliem (Julian), ele responde pelos atos dele de acordo com a personalidade e caráter dele, mas sobre o partido, que é formado por tantas pessoas, o foco agora são as eleições, temos campanha em Cabedelo a cuidar neste momento. E teremos meses à frente para a ocupação de cargos, sejam eles federais ou não. Quanto a mim, se eu dependesse de cargo político para sobreviver eu nem estaria aqui – pois nunca antes assumi nada na esfera pública, nem de forma indireta como jornalistas fazem ao fazerem assessorias. Minha contribuição maior foi ao projeto de eleição do Jair Bolsonaro para ajudar a fazermos representação no Congresso a fim de garantir a governabilidade do presidente da república – para isso mudei minha candidatura de estadual para federal e assim o Gulliem (Julian) foi beneficiado, pois se lá eu não estivesse como candidata, ele não teria sido eleito pois só conseguiu vaga por QP, como já era esperado por nós. Ou seja, Julian tem dívida de gratidão para com todos os candidatos federais do partido. Eu mesma sou grata a ele e a cada um e tenho plena convicção da importância meu trabalho em prol do Bolsonaro – tenho reconhecimento tanto dos aliados do partido e quanto dos paraibanos. Vocês devem lembrar que fui uma das primeiras pessoas a se manifestarem a favor do Bolsonaro entre 2015 e 2016, quando nenhuma mulher se atrevia a defendê-lo, eu dei a minha cara a tapa. E ao longo do tempo, mais pessoas somaram para que a candidatura do capitão fosse viabilizada, defendida e repercutida. Ou seja, o projeto PSL e Bolsonaro foi uma construção conjunta, que contou com a ajuda de todos os candidatos e no qual o protagonismo foi do povo.

 

Redação com Parlamentopb

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

João Pessoa tem espetáculos e música gratuitos no Centro da cidade neste domingo

Domingo é dia de AnimaCentro, com eventos de lazer gratuitos, com espetáculos e música, para todas as idades na área central de João Pessoa. As atividades são promovidas pela prefeitura;…

Homem é preso após ameaçar perfurar coração da própria mãe em JP

A Polícia Militar prendeu ontem, sábado (19), um homem de 32 anos após ele ameaçar perfurar o coração da própria mãe. O caso aconteceu no bairro Alto do Mateus, em…