Por pbagora.com.br

Em pronunciamento na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), na manhã desta terça-feira (29), o deputado estadual Wilson Filho, do PTB, fez um alerta para a redução dos investimentos da prefeitura de João Pessoa, para o orçamento do ano de 2020, sobretudo na saúde pública. O parlamentar disse que estava preocupado com o relatório orçamentário apresentado pelo prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV).

“As manchetes apontam que João Pessoa terá redução de 7,2% no orçamento ao passo que Capitais vizinhas terão aumento. Eu fiquei perplexo com essa proposta, porque é importante que as pessoas entendam que as ações do parlamento partem da iniciativa do executivo que diz como deseja investir os recursos para o ano seguinte e na Capital temos uma situação absurda, porque o orçamento para a Saúde saiu de 2019 de R$ 943 milhões para R$ 783 milhões, uma queda de R$ 160 milhões”, lamentou.

OUÇA

Wilson Filho disse que, com o novo prognóstico, a situação que já é ruim, com falta de medicamentos, de médicos em PSFs e de filas tende a piorar. “Piorar a saúde pública da Capital era praticamente impossível, porque já está muito ruim. Mas para 2020 a gestão entendeu que seria importante reduzir em R$ 160 milhões o orçamento para área da saúde”, emendou.

As críticas não pararam por aí. Wilson Filho também fez um alerta sobre o baixo investimento em assistência social, que teve uma queda de investimento em quase 20%, na habitação que também sofreu uma queda.

“Eles dizem que está faltando dinheiro, mas me parece que não está faltando dinheiro para contratação de pessoas. Isso aumentou 5% para o próximo ano, além da Comunicação, que também apresentou alta para 2020 em 21%. São os dois itens que mais se precisa quando o foco não é o povo, mas sim a campanha eleitoral”, arrematou.

 

PB Agora

Notícias relacionadas

Governador lamenta morte do empresário José Carlos

O governador João Azevêdo lamentou, com pesar, a morte do empresário José Carlos da Silva Júnior, presidente do Grupo São Braz e proprietário das TVs Cabo Branco e Paraíba. Ele…

CG: MPs pedem maior fiscalização em estabelecimentos para cumprirem decreto

Os Ministérios Públicos na Paraíba (MPT, MPF e MPPB) recomendaram aos órgãos de fiscalização de Campina Grande a intensificação das fiscalizações na cidade, para multar e até interditar os estabelecimentos…