HÁ UM MÊS, o Intercept iniciou uma série de reportagens que mudaram para sempre a história da operação Lava Jato, de seus procuradores e do ex-juiz e atual ministro de Jair Bolsonaro, Sergio Moro. Antes vistos como heróis intocáveis, os monopolistas do combate à corrupção (que tentavam silenciar qualquer voz que se levantasse para expor seus erros, abusos e ilegalidades) hoje são vistos de outra maneira pela população: 58% dos brasileiros acreditam que as conversas de Moro com procuradores são inadequadas. A desconfiança é ainda maior entre os jovens: na faixa etária de 16 a 24 anos, 73% não querem um país guiado pelo espírito justiceiro de Moro.

Em seus primeiros capítulos, as histórias dos arquivos secretos da Vaza Jato mostraram Moro atuando como chefe de fato dos procuradores, o que é ilegal; expuseram o coordenador da força-tarefa Deltan Dallagnol apresentando uma denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva da qual ele próprio duvidava; e revelaram os procuradores da Lava Jato (incluindo Deltan) operando secretamente para evitar que Lula desse uma entrevista durante a campanha eleitoral por medo que pudesse ajudar a “eleger o Haddad”.

No áudio abaix, Deltan comemora proibição de entrevista de Lula

Clique aqui e veja a matéria do Intercept na íntegra

OUÇA

 

 

Fonte: The Intercept

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Ruy propõe programa para ampliar atendimento às Pessoas com Epilepsia

O deputado federal Ruy Carneiro apresentou nesta segunda-feira (21), na Câmara dos Deputados, o projeto de lei que cria o Programa Nacional de Assistência Integral às Pessoas com Epilepsia. O…

Veneziano lamenta omissão do Governo Federal em combater manchas de óleo nas praias

Durante entrevista à BandNews FM de João Pessoa, nesta segunda-feira, 21, o Senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) criticou o que chamou de “omissão” do Governo Federal em atuar para…