O núcleo do ‘Grupo Mulheres do Brasil’ na Paraíba vai promover, na manhã do próximo domingo (8/12), uma caminhada pelo fim da violência contra as mulheres e panfletagem sobre o assunto, na orla da Capital. O evento tem a parceria do Ministério Público da Paraíba (MPPB) e da Secretaria de Políticas para Mulheres da Prefeitura de João Pessoa.

A organização do evento alerta que houve mudança no local de concentração e no trajeto da caminhada para garantir a segurança das pessoas, uma vez que o local antigo (Busto de Tamandaré) passa por obras. A concentração agora será no Largo da Gameleira, na Praia de Manaíra, em João Pessoa, às 6h30min. O trajeto se encerrará nas proximidades do Hotel Hardman, também na Praia de Manaíra.

O evento integra o calendário de ações e eventos da campanha ’16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher’, idealizado pelo Núcleo de Gênero do MPPB, Tribunal de Justiça, Defensoria Pública, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/PB), secretarias de Estado da Mulher (Semdh) e da Segurança e Defesa Social (Seds), prefeituras de João Pessoa e Campina Grande e outros parceiros que formam a Rede Estadual de Atenção às Mulheres em Situação de Violência (Reamcav).

A promotora de Justiça de Defesa da Mulher Vítima de Violência da Capital, Rosane Araújo, destacou a importância da participação das pessoas no evento, que é uma alusão à caminha global da ONU (Organização das Nações Unidas) pelo fim da violência contra a mulher. “Essa caminhada é muito importante para conscientizar a sociedade sobre a questão da desigualdade e gênero, que ainda é muito presente. Temos muito a conquistar ainda. Também é importante para conscientizar sobre a mazela da violência praticada contra a mulher. A própria ONU reconhece que 7 em cada 10 mulheres serão vítimas de violência, ao longo de sua história. Queremos sensibilizar e mobilizar as pessoas para a importância do enfrentamento da violência contra a mulher e convidamos todos e todas para participarem deste momento”, disse.

Audiência Pública

Na manhã desta sexta-feira (6/12), em alusão do “Dia do Laço Branco”, a Assembleia Legislativa da Paraíba está promovendo uma audiência pública sobre a violência contra a mulher e a importância do apoio e da participação dos homens no enfrentamento desse problema. Participaram do evento, representantes do Núcleo de Gênero do MPPB, que é coordenado pelo procurador de Justiça, Valberto Lira e integrado pelos promotores de Justiça, Rogério Lucas, Caroline Freire, Ismânia Pessoa e Rosane Araújo.

’16 Dias’

A campanha ’16 Dias de Ativismo’ tem como objetivo a promoção de uma série de eventos e ações pelo fim da violência contra a mulher, no Estado. Está sendo realizada desde o último dia 25, por órgãos que integram a rede de proteção da mulher.

Na programação constam panfletagens em municípios da Paraíba, sarau poético, reuniões com o Movimento de Mulheres da Paraíba e com lideranças religiosas, caminhada, blitze educativas em bares e boates para tratar do assunto e campanha em condomínios residenciais, além de audiência pública, no Dia do Laço Branco, 6 de dezembro, às 9h30, na Assembleia Legislativa. A campanha também será realizada, durante todo o período, nas redes sociais, com a divulgação dos serviços de disque-denúncias 123, 180, 190 e 197.

Próximos eventos
– 08/12: Caminhada Global da ONU e panfletagem, às 6h30, saída do Largo da Gameleira, Praia de Manaíra;
– 10/12: das 8h às 12h, no auditório da Sinduscon, lançamento da campanha “Violência contra a Mulher, aqui não”, para condomínios residenciais.

 

Assessoria MPPB

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Disputa em Pedras de Fogo: Manoel Jr diz que atende apelo de amigos

Manoel Junior transfere domicílio eleitoral para Pedras de Fogo O vice-prefeito de João Pessoa e presidente estadual do Solidariedade, Manoel Junior, transferiu seu domicilio eleitoral para Pedras de Fogo, sua…

Saiba por que diabéticos estão entre os grupos de risco ao novo coronavírus

A Paraíba registrou, na última terça-feira (31), o primeiro caso de morte por Covid-19. Trata-se de um homem, de 36 anos, residente do município de Patos – Sertão da Paraíba,…