Por pbagora.com.br

Depois que o primeiro pedido de impeachment contra o governador João Azevêdo (Cidadania) e a vice Lígia Feliciano (PDT) foi arquivado, a oposição voltou a se reunir na Assembleia Legislativa da Paraíba e decidiu reeditar a solicitação.

Segundo o  deputado estadual Wallber Virgolino (Patriotas), o novo pedido de traz as  correções dos erros apontados no parecer da Procuradoria da Assembleia, no pedido anterior

“Renovamos o pedido. Suprimos as falhas, juntamos mais de mil documentos, porque a Lei do Impeachment diz que quando não se pode juntar, você indica o lugar onde os documentos estão. Esse reconhecimento de firma é burocracia desnecessária, só exige quando há uma fundada dúvida. Mas para evitar mais celeumas juntamos tudo e que a Casa encaminhe para as comissões necessárias para vir para plenário”, contou.

PB Agora

Notícias relacionadas

Vereadora de Piancó é intubada com 80% dos pulmões comprometidos

A vereadora de Piancó Erilene Alves da Silva Azevedo de Lacerda (Progressistas), de 40 anos, foi intubada nessa sexta-feira (11) na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional de…

MS libera recursos para compra de castramóvel em Cajazeiras e Guarabira

Os municípios de Cajazeiras e Guarabira vão receber nos próximos dias, cada um, R$161.667,00 para a compra de castramóvel –  veículo utilizado para realização de cirurgias de castração em cães…