Depois que o primeiro pedido de impeachment contra o governador João Azevêdo (Cidadania) e a vice Lígia Feliciano (PDT) foi arquivado, a oposição voltou a se reunir na Assembleia Legislativa da Paraíba e decidiu reeditar a solicitação.

Segundo o  deputado estadual Wallber Virgolino (Patriotas), o novo pedido de traz as  correções dos erros apontados no parecer da Procuradoria da Assembleia, no pedido anterior

“Renovamos o pedido. Suprimos as falhas, juntamos mais de mil documentos, porque a Lei do Impeachment diz que quando não se pode juntar, você indica o lugar onde os documentos estão. Esse reconhecimento de firma é burocracia desnecessária, só exige quando há uma fundada dúvida. Mas para evitar mais celeumas juntamos tudo e que a Casa encaminhe para as comissões necessárias para vir para plenário”, contou.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Agentes de limpeza de JP serão homenageados neste sábado

Todos os trabalhadores que atuam na limpeza urbana serão homenageados, neste sábado (4), às 20h,  pelo trabalho que seguem desenvolvendo nas cidades, apesar da pandemia do novo coronavírus. A convocação…

Opinião: o fim de uma época de ouro do jornalismo paraibano com o fechamento do Correio da Paraíba

“A vida é um soco no estômago”, como certa vez escreveu Clarice Lispector em diálogo intimista de nome “A Hora da Estrela”. Sim, fui atingido por um meteoro e lançado…