O Hospital Laureano acaba de equipar o seu centro de neurocirurgia com microscópio alemão inédito no Nordeste. É coisa pra deixar qualquer um de queixo caído.

Melhor dizendo: apenas cinco hospitais, no Brasil, têm em seus blocos cirúrgicos o Microscópio Zeiss, equipamento desenvolvido na Alemanha que é o sonho de consumo de todo neurologista oncológico do mundo: além de prestar assistência robótica na operação, dá a quem segura o bisturi uma condição inédita – a de sinalizar, com precisão, as células cancerígenas – evitando remoção de células saudáveis.

E uma das cinco unidades disponíveis no país está há um mês em operação em João Pessoa, mais precisamente na sala 2 do bloco cirúrgico do Hospital Napoleão Laureano.

A trajetória do microscópio alemão até a capital paraibana e às salas de cirurgias do Napoleão Laureano – onde a maioria absoluta dos pacientes (até 94%) é carente e assistida pelo Sistema Único de Saúde (SUS) – foi longa: começou pelas mãos do neurologista Rodrigo Marmo, que precisou desenvolver projeto para a aquisição do equipamento e encaminhar para o Ministério da Saúde.

Com a aprovação da União, foi dada a largada para outra ação: a conquista dos recursos, que vieram de emendas dos ex-deputados federais Manoel Júnior e Rômulo Gouveia e do ex-senador Raimundo Lira. A máquina demandou investimento de R$ 1,6 milhão.

“Até então, o SUS só liberava microscópios básicos, adequados apenas para cirurgias de otorrino”, lembra Rodrigo Marmo. A boa nova, segundo ele, é que o projeto elaborado aqui servirá de referência para toda a rede atendida pelo Sistema Básico de Saúde. “A partir de agora, todos poderão ter acesso a nova tecnologia”, aposta.

E fez-se a luz!
O microscópio é tão preciso que “acende” no cerebro do paciente todos os tecidos comprometidos por tumores – viabilizando, assim, mais precisão e rapidez no procedimento cirúrgico.

Se antes a neurologia oncológica agia iluminada por velas, a tecnologia alemã acendeu holofotes poderosos.
“Fez-se a luz”, diz Marmo, ilustrando a precisão do microscópio.

Aliado a um neuronavegador, outro equipamento de ponta que o Hospital Napoleão Laureano dispõe com exclusividade na Paraíba e no Nordeste, e que indica a localização exata dos turmores cerebrais, o neurologista garante:
“Os pacientes do Napoleão Laureano têm o mais moderno e melhor equipado centro cirúrgico neurológico da região Nordeste – um dos melhores do país”.

 

Wellington Farias

PB Agora

Total
3
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

ALPB debate investimentos da LOA na Segurança Pública

A Comissão de Acompanhamento e Controle da Execução Orçamentária da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) realizou, nesta terça-feira (12), a 1ª audiência pública temática para debater a Lei Orçamentária Anual…

João Azevêdo fala em nome dos governadores do Brasil na XI Cúpula do Brics

O governador João Azevêdo foi chamado para falar em nome de todos os governadores do Brasil, durante a abertura da XI Cúpula do Brics, realizada nesta terça-feira (12), em Brasília.…