O comentário do empresário e ex-senador pela Paraíba, Roberto Cavalcanti, deixou-me perplexo. Eu e uma multidão incrédula no que havia escutado. Defendeu o ex-parlamentar, que é proprietário do grupo Correio de Comunicação, o apedrejamento de jornalistas e radialistas que vêm emitindo, diariamente, números do novo coronavírus no Brasil e o avanço acelerado da enfermidade por todo o país.

Eu entendo o desabafo de Roberto Cavalcanti, mas pensar e, pior, falar em apedrejar profissionais da imprensa que estão cumprindo o dever de informar a população o quadro da pandemia no Brasil é, no mínimo, uma falta de respeito para com a profissão. Aliás, nesses últimos tempos, tudo que ocorre de ruim no país é culpa exclusiva dos jornalistas e radialistas. Na verdade a grande cruz fincada no Gólgota da Pátria Amada.

Cavalcanti, com seu discurso pouco harmonioso, lembrou o episódio que envolveu as grandes potências mundiais durante a Primeira Guerra Mundial (1914-1918). Suas respectivas imprensas censuravam as notícias sobre a gripe espanhola. Imaginavam os países belicosos que não podiam deixar que o restante do mundo soubesse que seus exércitos haviam sido afetados, ou infectados, pela pandemia.

Essa situação foi diferente com a Espanha. Como ela se manteve neutra durante toda a guerra, não precisou fazer segredo sobre a nova doença. Por isso, assim que a “gripe” chegava a um novo país, era rapidamente chamada de “a espanhola”.

Imagino eu que o empresário deve estar arrependido, pois não se justifica esconder a realidade. O acesso à informação é princípio basilar da Constituição Federal. Porões já foram fechados há tempos, o “cale-se” abriu a boca e soltou enorme berro. Por fim, não há uma espetacularização da mídia em relação à Covid-19 e seus números. Pensar em maquiar a verdade é um retrocesso ao tempo dos generais.

Eliabe Castor
PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

João nega ‘lockdown’, mas diz que Grande JP terá maior restrição no isolamento

O governador da Paraíba, João Azevêdo, usou seu perfil em rede social para tranquilizar a população em relação a possibilidade de implantação de lockdown na Grande João Pessoa. O lockdown…

Covid-19: PB tem mais de 12 mil casos e registra 9 mortes nas últimas 24h

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) emitiu novo boletim epidemiológico nesta sexta-feira (29). De acordo com o órgão, os números da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) apontam 12.011 pessoas…