Por Elcio Nunes

Esse escândalo abalou o mundo acadêmico, familiar e estudantil americano. Soborno dirigido por uma máfia que se infiltrou no mundo educacional de instituições privilegiadas americanas como Yale, Georgetown, Universidades de Texas, Califórnia e outras mais. O suborno corria solto e era direcionado a pais de estudantes endinheirados para que pudessem obter um lugar para seus filhos nessas universidades de prestígio, sem que eles preenchessem as condições requeridas para admissão nas mesmas. Gente importante como as atrizes Lori Laughlin e Felicity Hoffman foram apanhadas nesse jogo sujo. Esse esquema durou de 2011-2019. Foi quando o FBI e outras agências de investigações americanas descobriram o brutal engodo e levou muitos deles à prisão e até a data de hoje o processo rola nos tribunais. Recomendo a você ver o documentário sob o título: “College Admissions Scandal.” Também está a disposição em português.

Afinal, o que isso tem a ver com o sistema educacional brasileiro? Muito a ver, não só com o sistema de ensino brasileiro como de toda América Latina. Dificilmente você escuta dizer, no Brasil, que um filho de papai ficou para trás num Enem ou em qualquer outro sistema que conduz a uma boa universidade brasileira ou Latino americana. Uma investigação séria e criteriosa deveria ser feita em nossos centros acadêmicos de admissão de alunos em todo Brasil.

As universidades e faculdades em nosso país se multiplicaram de um modo assombroso. Em cada esquina encontramos uma dessas e alguém com um título de doutor que, em muitos casos, não se expressa o suficientemente bem na língua materna e escreve muito mal. Quando é abordado em um assunto de sua área fica perdido buscando respostas. Muitas vezes esses profissionais estão atuando em áreas técnicas como medicina, engenharia, etc… levando um tremendo perigo a toda sociedade.

É quase impossível o que aqui irei propor, porém, é necessário que se passe um pente fino no nosso sistema de admissão acadêmica, para o bem do nosso país e de nossos estudantes. Que ninguém entre a uma universidade pelas portas do fundo. Se aqui em USA, com todo o rigor dos órgãos de fiscalização essa aberração se deu de um modo cínico e nojento, imagine em nossos países de terceiro mundo. Necessitamos urgentemente revisarmos e fecharmos todas as brechas em nosso sistema educacional, para que o que aconteceu no EUA não se repita em nosso país e continente americano!

Por Elcio Nunes

Notícias relacionadas

OPINIÃO: doentes e idosos são massacrados na fila de vacinação. Alô, Ministério Publico!

No começo foi tudo uma maravilha. Até uber pago pelo erário tinha disponível para o público carente de transporte. Eu até postei no Instagram um agradecimento ao governador e ao…

Wilson Filho apoia proposta que determina piso nacional para enfermeiros

O deputado estadual Wilson Filho (PTB) declarou apoio ao projeto de Lei 2.564/2020 que está em tramitação no Senado e propõe um piso salarial para enfermeiros, técnicos, auxiliares de enfermagem…