A Paraíba o tempo todo  |

OPERAÇÃO SELECT: empresa investigada por superfaturar testes de covid na PB foi criada para atuar na venda de ferragens

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

A empresa que está sendo alvo da Operação Select, deflagrada na manhã desta quinta-feira (09) com o intuito de investigar o sobrepreço na venda de testes de Covid, foi criada para atuar no comércio varejista de ferragens e ferramentas.

Segundo informações da Polícia Federal, a EBF Representações, que tem sede em João Pessoa, entrou no ramo da comercialização de insumos médicos pouco tempo antes do início da pandemia, porém passou a ter contratos com diversas prefeituras paraibanas logo após o coronavírus começar a fazer vítimas no estado.

A PF investiga a aquisição dos referidos testes pelas prefeituras de Caldas Brandão, Mamanguape, Cuité de Mamanguape, Lagoa de Dentro, Serra da Raiz e Lagoa.

As gestões celebraram contratos com a empresa nos anos de 2020 e/ou 2021. Os kits de testes rápidos para detecção da Covid-19, segundo a auditoria da Controladoria Geral da União (CGU), tinham sobrepreço de até aproximadamente 90% e foram adquiridos através de procedimentos de dispensas de licitação, que, ainda conforme a investigação, podem ter sido fraudados.

O prejuízo ultrapassa R$ 2,8 milhões em verbas públicas procedentes do Sistema Único de Saúde (SUS).

PB Agora

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      1
      Compartilhe