Por pbagora.com.br

Dois homens suspeitos de praticar pelo menos três homicídios foram presos, na manhã desta sexta-feira (28), durante a Operação Pater deflagrada pela Polícia Civil  nas cidades  de  Caaporã e Alhandra, no Litoral Sul da Paraíba.

Durante a ação, que teve o apoio da Polícia Militar, ainda foi cumprido um mandado de prisão contra um terceiro homem  envolvido nas mortes e que já se encontrava recolhido na Cadeia Pública de Alhandra por prática de outros delitos. O presidiário recebeu nova ordem de prisão e terá maior dificuldade para obter benefícios que o  permitam obter a liberdade.

Seis imóveis ligados aos investigados foram alvos de buscas. Nesses locais, os policiais encontraram entorpecentes, munições e uma arma de fogo. Cerca de 50 policiais, sendo 20 civis e 30 militares, foram mobilizados na operação.

Segundo informações repassadas pelo delegado Geovane Giacomelli, os trabalhos são resultado da investigação sobre um homicídio ocorrido no dia 30 de maio deste ano, na zona rural de Caaporã. A vítima foi identificada como Amauri Claudino Ferreira e, segundo a Polícia, foi morta pelos três homens alvos da operação.

Ainda de acordo com as investigações, os três suspeitos integram uma organização criminosa responsável pela morte de outras pessoas na região. Além de homicídios, o trio também atua no tráfico de drogas nas cidades de Pitimbu e Caaporã , de acordo com a Polícia Civil.

“A palavra ‘pater’ significa pai. A operação recebeu esse nome devido ao homicídio do patriarca de uma família,  que foi o estopim para o cometimento de outros crimes”, explicou o delegado .

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Potencial energético e incentivos atraem empreendimentos para a PB

A Paraíba possui um significativo potencial para a geração de energia fotovoltaica devido à sua alta incidência solar, com relação aos demais estados do País e se destaca na qualidade…

Estradas viram depósito de lixo na cidade de Santa Luzia; veja fotos

  Com o lixão da cidade fechado, a população de Santa Luzia, no Sertão paraibano, agora tem que conviver com ‘o novo modelo de gestão’ implementado pela atual administração no…