Por pbagora.com.br

Mais de 300 pessoas vão ser ouvidas na sequência da primeira etapa da operação ‘Parcela Débito’, que investiga um esquema de desvio de dinheiro no Instituto Municipal de Previdência de João Pessoa (IPM-JP). Segundo o delegado do Grupo de Operações Especiais (GOE) da Polícia Civil, Allan Murilo Terruel, muitas pessoas procuraram a polícia após a divulgação da operação e decidiram ajudar cedendo informações.

A operação aconteceu no dia 24 e prendeu 19 pessoas suspeitas de fraudar R$ 25 milhões do IPM. Pelo menos doze deles são servidores públicos efetivos e parte deles atuava na Diretoria de Tecnologia da Informação do órgão.

Sobre os novos depoimentos, o delegado explica que há uma expectativa de que essas pessoas procurem a polícia, evitando que novas fases da investigação transformassem essas pessoas alvo da própria operação. Elas podem ser alvo de “mandados de prisões, conduções coercitivas ou de buscas como aconteceu na primeira fase”, explica Terruel. Para o delegado, a quantidade de evidências, vestígios e testemunhos indicam que novas fases da operação podem ser deflagradas.

Dois presos são liberados –  Dos 19 presos, dois foram liberados, entre eles uma grávida que teve a prisão preventiva convertida em domiciliar por conta da gestação. Um outro preso, não identificado pela polícia, foi autorizado a responder ao processo em liberdade após efetivar uma colaboração premiada junto às autoridades da operação.

O delegado do GOE orientou que as pessoas que eventualmente estejam ligadas ao esquema de fraude busquem um advogado e procurem a polícia para colaborar. “Temos um conjunto de elementos que não tem por onde fugir. Novos módulos estão sendo preparados, essas pessoas que estão envolvidas, que sabem que estão envolvidas vão ser alcançadas”, comentou.

Redação com G1

Foto: Walter Paparazzo

Notícias relacionadas

Covid: PB registra 1.144 casos em 24h e ultrapassa marca de 4,5 mil mortes

Secretaria de Estado da Saúde (SES) registrou, nesta segunda (1º), 1.144 casos de Covid- 19. Entre os confirmados hoje, 41 (3,58%) são casos de pacientes hospitalizados e 1.272 (96,41%) são…

Opinião: após deixar a PMJP, Luciano Cartaxo deixa a Capital como Veneza. Água pra todo lado!

Então! “Noé” chegou a João Pessoa há 8 anos. E com ele uma espécie de discípulo salvador prometendo, em alto e bom som, que os problemas de drenagem das chuvas…