O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Secional Paraíba (OAB-PB), Paulo Maia, que se encontra em São Paulo, participando da Conferência Nacional da Advocacia, divulgou vídeo, nas redes sociais, nesta quarta-feira (29), lamentando a postura do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), que apresentou projeto de resolução propondo a desinstalação de 15 comarcas no estado.

No vídeo, Paulo Maia ressalta o posicionamento contrário da OAB-PB ao projeto do TJ e garantiu que a Instituição vai empreender todos os esforços possíveis para que as comarcas não sejam desinstaladas.

“A posição da OAB-PB é a mesma, lamentamos essa infeliz solução para contenção de custos no Estado da Paraíba. Entendemos que Comarca não pode ser entendida pelo viés puramente financeiro, econômico. Nenhuma Comarca a menos, essa é bandeira que a OAB Paraíba levanta com a sociedade civil para que nenhuma comarca seja desinstalada. A luta continua, empreenderemos todos os esforços para as comarcas permaneçam, porque uma comarca não é um supermercado, nem uma farmácia, mas um local de atendimento e acesso a Justiça, sobretudo dos mais pobres, como é o caso da Paraíba”, declarou Paulo Maia.

Paulo Maia lembrou que no último mês de outubro a OAB-PB realizou audiência para discutir a tentativa do TJPB de extinguir comarcas no estado. Na oportunidade, Paulo Maia prometeu apoio irrestrito da Ordem aos municípios atingidos e disse que a OAB-PB jamais se curvará a esta pretensão do TJPB



Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Guia online com dicas da Europa idealizado por paraibano completa 10 anos

O guia digital Planeta Europa foi lançado em 2009 para atender uma demanda de viajantes brasileiros em busca de dicas para melhor aproveitar o Velho Continente. Criado por Everton Dantas,…

Mais de 2.600 cartões do Passe Legal foram bloqueados em setembro, em JP

Durante o mês de setembro, o sistema da biometria facial, que opera nos ônibus da capital, detectou a possibilidade de acesso irregular nos coletivos 83.628 vezes. Após verificação, ficou constatado…