Por pbagora.com.br

A pouco mais de seis dias no cargo de prefeito interino de Bayeux, Jefferson Kita, declarou que o município vive atualmente o seu pior momento e tem buscado dialogar com o Governo do Estado e com parlamentares com o objetivo de conseguir recursos para o município. Kita assumiu o cargo após o afastamento do prefeito Berg Lima.

Kita afirmou que as primeiras ações adotadas pela atual administração agem no sentido e enxugar a folha, no pagamento de aposentadorias em atraso e e na melhoria da saúde municipal para o combate ao coronavírus (Covid-19). “Já estamos realizando ações na saúde, a exemplo da montagem de equipamentos de raio-x, entre outros que precisa, estamos mantendo as atividades essenciais de infraestrutura e realizaremos ação de prevenção e combate ao coronavírus”, explicou o gestor.

Em relação ao atraso do pagamento de servidores e aposentados, Kita declarou que isso só será possível quando a prefeitura possuir a verba disponível. “Não se faz o planejamento sem dinheiro. A gente já assumiu a prefeitura com déficit orçamentário e financeiro. Estamos com quase duas folhas em atraso, inclusive os aposentados. O que a gente tem feito é essa contenção de gastos, uma auditoria na folha e depois realizar o pagamento daqueles que comprovarem a frequência”, afirmou Kita.

 

PB Agora

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Ibama e PF deflagram operação contra desmatamento na PB

Durante uma operação conjunta entre o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e a Polícia Federal, foram identificados 45,8 hectares de área desmatada no bioma da…

UFPB auxilia governo do estado para instalação de banco de alimentos

A pandemia da covid-19 fez crescer o número de pessoas em situação de vulnerabilidade social no Brasil e no mundo. O agravamento do problema do desemprego nesse período acendeu uma…