A pouco mais de seis dias no cargo de prefeito interino de Bayeux, Jefferson Kita, declarou que o município vive atualmente o seu pior momento e tem buscado dialogar com o Governo do Estado e com parlamentares com o objetivo de conseguir recursos para o município. Kita assumiu o cargo após o afastamento do prefeito Berg Lima.

Kita afirmou que as primeiras ações adotadas pela atual administração agem no sentido e enxugar a folha, no pagamento de aposentadorias em atraso e e na melhoria da saúde municipal para o combate ao coronavírus (Covid-19). “Já estamos realizando ações na saúde, a exemplo da montagem de equipamentos de raio-x, entre outros que precisa, estamos mantendo as atividades essenciais de infraestrutura e realizaremos ação de prevenção e combate ao coronavírus”, explicou o gestor.

Em relação ao atraso do pagamento de servidores e aposentados, Kita declarou que isso só será possível quando a prefeitura possuir a verba disponível. “Não se faz o planejamento sem dinheiro. A gente já assumiu a prefeitura com déficit orçamentário e financeiro. Estamos com quase duas folhas em atraso, inclusive os aposentados. O que a gente tem feito é essa contenção de gastos, uma auditoria na folha e depois realizar o pagamento daqueles que comprovarem a frequência”, afirmou Kita.

 

PB Agora

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Covid-19: Romero diz que vai esperar números para ampliar flexibilização

Com a Paraíba ainda enfrentando uma batalha para conter o avanço da Covid-19, Campina Grande passou a ser destaques nas ações que visam achatar o vírus. Pelo menos é o…

PSL e PRTB batem o martelo e vão marchar juntos na disputa em JP

O deputado federal, Julian Lemos (PSL), e o deputado estadual, Eduardo Carneiro (PRTB), decidiram marchar juntos nas eleições deste ano na Capital. A reunião que selou a união foi decidida…