A Paraíba o tempo todo  |

NOVA DIRETORIA: oposição defende intervenção na API

A chapa de oposição a atual diretoria da API- Associação Paraibana de Imprensa, que também está sendo denominada de chapa da #Judicialização, não quer eleição direta, decidida pelo voto livre dos associados da entidade, e ao contrário, defende uma intervenção Judicial na diretoria da nossa entidade.

Vamos aos fatos. Primeiro, tentou impedir a Assembleia Geral do dia 19 de maio, quando foram definidas as regras da eleição e também eleita a Comissão Eleitoral. A Justiça negou o pedido para suspender a Assembleia Geral, e, nesse caso, os seus aliados foram derrotados. Depois, a chapa da #Judicialização conseguiu uma liminar, às véspera do pleito, suspendendo a eleição, pelos motivos alegados, que os sócios já são sabedores.

Na sexta (17) findou o prazo para a oposição se pronunciar, o que foi feito, no Agravo impetrado pela chapa de João Pinto e Sony Lacerda, ainda em relação a liminar que suspendeu o pleito por 30 dias, cujo prazo final de efeito jurídico se encerra nesta segunda (20).

Para o espanto, surpresa e a comprovação que a chapa da #Judicialização, encabeçada pela professora da UFPB, que tem contrato em regime jurídico *RETIDE* (40 horas/semanal, com Dedicação Exclusiva, com a vedação de acúmulo de qualquer outro emprego ou atividade remunerada), tendo, por conseguinte, dedicação acadêmica, exclusiva, com a instituição a qual tem vínculo), pediu ao desembargador Abraham Lincoln do TJPB, a não realização da eleição, com o argumento de que há uma relação “viciada” de votantes, ou seja, pediu a intervenção na API.

Está na petição do escritório VITA Advogados e Consultores, cuja ação é patrocinada por dois aliados da chapa da #Judicialização. “Desse modo, o que se requer e espera deste Relator é o indeferimento da Medida de Contracautela postulada pela Agravante, posto que não há qualquer condição de ser realizada a eleição com essa relação absolutamente viciada de votantes, estando a decisão Agravada amparada na mais escorreita interpretação jurídica dos fatos”

As informações são do Blog do Marcos Wérick

 

Redação

 

Saiba mais sobre Certificação Digital no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000


    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe