Nesta segunda-feira (13), o secretário de estado da Fazenda da Paraíba, Marialvo Laureano, revelou o tamanho das consequências da crise do novo coronavírus no estado.

De acordo com Marialvo em entrevista ao Correio Debate, a Paraíba está perdendo metade de sua arrecadação por conta dos efeitos econômicos da pandemia e a queda da arrecadação no mês de abril é de cerca de 40% das receitas correntes líquidas.

O secretário ainda revelou que os 50% de adiantamento do 13º dos servidores deve ficar ameaçado, mas tranquilizou os servidores que não haverá cortes nos salários.

“Eu diria que não está assegurado, porque essa queda das nossas receitas deve repercutir nisso, mas o pagamento do mês de abril está assegurado. As prioridades são saúde e folha de pagamento nesse momento”, declarou.

Ainda sobre o assunto salário, Marialvo confirmou que com a aprovação do plano substitutivo ao Mansueto, que está em tramitação no congresso, o mês de maio também deve ser assegurado.

“Eu acredito sem tergiversar que vai ser aprovado agora o substitutivo do Mansueto porque os estados precisam do dinheiro pra agora. Nós temos condições de pagar o mês de abril sem nenhum problema, já maio eu não tenho certeza, pode ser que dê, mas eu tenho certeza absoluta que nós não vamos atrasar porque esse plano vai ser aprovado, isso aí eu não tenho nenhuma dúvida e o servidor receberá seu salário. O mês de abril se for aprovado ou não, está assegurado e o mês de maio no está, mas eu tenho certeza quase que absoluta que esse projeto vai ser aprovado porque os grandes estados não vão ter dinheiro nem pra pagar ao mês de abril” concluiu.

PB Agora

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Campanha de Vacinação contra Influenza é retomada nesta 2ª em JP

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) dá continuidade à terceira etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe nesta segunda-feira (25). Com o encerramento da imunização nos pontos de…

Covid-19: em dez dias, JP registra mais de mil casos da doença

Os registros diários de pessoas contaminadas pelo novo coronavírus (Covid-19) ainda continua subindo na Capital paraibana após quase 60 dias de isolamento social. Em dez dias, segundo dados do Governo…