“Não há nenhuma boa vontade da prefeitura de João Pessoa para resolver problema da barreira do Cabo Branco”. A declaração é do deputado federal Julian Lemos, do PSL paraibano ao lamentar o descaso da gestão municipal com o aumento da falésia de João Pessoa, um dos cartões-postais da cidade. Em entrevista ao programa Correio Manhã, nesta segunda-feira (03), o parlamentar se disse decepcionado com a gestão municipal que prefere apreciar o problema em vez de buscar soluções.

Julian revelou que foi até o prefeito conversar justamente para saber o que poderia fazer para agilizar na solução. Apesar de ter tido uma boa conversa com o prefeito, logo após, quando já estava em Brasília correndo atrás para agilizar na resolução, foi ignorado pela gestão.

“Ser parlamentar aqui não é fácil. Eu tenho acessos no governo federal que é natural. Eu sou governo, eu não sou apenas base. E eu como deputado federal eleito pela Paraíba, sendo o mais votado em João Pessoa, eu tenho compromisso com a cidade para ajudar a resolver problemas. Por exemplo – a barreira do Cabo Branco. Até agora ninguém resolve isso. Eu procurei o prefeito Luciano Cartaxo e quando eu cheguei lá e conversei, confesso que estou decepcionado porque me dispus a ajudar, correr atrás dos recursos, saber se estava com a documentação em ordem, estive com um dos ministros, porque pode vir dinheiro do turismo, do meio ambiente, do desenvolvimento regional, enfim, fazer uma coalisão e conseguir. Eu consegui um aporte de R$ 6 milhões para começar, mas não há nenhuma boa vontade da prefeitura de João Pessoa para resolver esse problema. Estive com o prefeito, bom de conversa demais. Mas estou decepcionado porque estive com o ministro e tentei falar de todas as formas com todo mundo da prefeitura e não consegui”, desabafou.

E completou: “A barreira do Cabo Branco se encontra no estado que está por má vontade da prefeitura de João Pessoa”.

Para o parlamentar, há uma espécie de boicote em andamento, para que não haja qualquer tipo de projeção para os agentes políticos que façam parte da solução do problema da falésia.

“Ali seria um legado da prefeitura, do deputado Julian Lemos, do governo Bolsonaro, de todos. Mas me parece que quando você tem a possibilidade de ter uma projeção através de uma ação, eles começam a lhe mafiar”, emendou.

Sem citar nomes, Julian chegou a revelar que foi, recentemente, contatado por um prefeito paraibano para ajudar a buscar recursos para uma determinada obra. Ele então foi até o ministro e assegurou a verba. Todavia, dias depois, esse mesmo prefeito esteve em Brasília conversando com o ministro e divulgou que havia conquistado sozinho o recurso para a obra.

“Existe uma má intenção de sempre. É por isso que a gente vive sempre no rabo da gata. Quando você vai se destacar pelo seu trabalho as pessoas suprimem isso. É por isso que Pernambuco e Ceará andam na frente”, finalizou.

 

PB Agora

 

 


Saiba mais sobre Certificação Digital no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Bayeux: Esporte Solidário aproxima secretarias e arrecada alimentos

Com grande sucesso, a Prefeitura de Bayeux, através das secretarias de Planejamento, Trabalho e Ação Social e Esporte, Cultura e Lazer, realizou, na tarde da última sexta-feira (18), o “Esporte…

Rota Cultural Raízes do Brejo movimenta Serra da Raiz no próximo fim de semana

Serra da Raiz, distante 120 km de João Pessoa, promove neste fim de semana a quinta etapa da Rota Cultural Raízes do Brejo, que envolve nove municípios da região. A…