“Não há motivos para Câmara me cassar. Não cometi crime eleitoral algum”. A declaração é do prefeito afastado de Bayeux, Berg Lima (sem partido), ao rechaçar a tese de novas eleições na cidade, defendida pelo governador da Paraíba, Ricardo COutinho (PSB), ontem, durante agenda administrativa no municípios. 

Berg afirmou que vai provar a inocência sobre o processo a qual responde e que, em breve, conversará com os vereadores para dar a volta por cima.

“Respeito o posicionamento do governador. Entendo seu interesse até porque apoio o candidato na cidade que eu venci. Venci eleição de forma limpa. Não cometi crime eleitoral. Não há motivos para a Câmara me cassar e realizar novas eleições. Vou conversar também com os vereadores para provar minha inocência sobre todas as acusações”, disse.



Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Inmet alerta municípios da Paraíba para baixo nível de umidade nesta segunda

O Instituto Nacional de Meteorologia emitiu alerta de baixa umidade para município do Cariri, Seridó, Sertão e Alto Sertão da Paraíba. De acordo com o órgão, o nível de umidade…

Vai faltar água nesta terça em bairros de JP, Conde e Cabedelo, diz Cagepa

A Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) realiza, nesta terça-feira (21), uma manutenção preventiva e corretiva na Estação de Tratamento de Água em Gramame. Em decorrência dos trabalhos,…