Vem aí mais uma temporada de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e, em busca de bons resultados, milhões de candidatos alteram a rotina cotidiana de estudos, vivenciando com mais intensidade o universo de livros, cadernos, apostilas e simulados. Só na Paraíba, o número de inscritos para participarem das provas do Enem, neste ano, é de cerca de 189.149 mil, segundo informações do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

As provas do Enem 2017 serão realizadas em dois domingos seguidos: 5 e 12 de novembro. No primeiro dia de provas, os candidatos têm 5h30 devido à prova de Redação e responder 90 questões objetivas de linguagens, códigos e suas tecnologias, ciências humanas e suas tecnologias.

No segundo dia, têm 4h30 para a prova de matemática e suas tecnologias e ciências da natureza e suas tecnologias. Para poder levar consigo o caderno de questões, os candidatos precisam ficar até 30 minutos antes do prazo final de realização das provas, caso contrário, este caderno deverá ser deixado com os fiscais da sala.

O Enem não servirá mais como certificado de conclusão do Ensino Médio. O aluno que conseguir uma vaga na faculdade pelo Enem, mas não tiver terminado o Ensino Médio, vai precisar fazer uma outra prova: o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (ENCCEJA).

As mudanças vieram de uma consulta pública com mais de 600 mil pessoas. Todas as instituições públicas de educação superior oferecem vagas a candidatos participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e, na Paraíba, pelo menos quatro instituições públicas oferecem um total de 15.513 vagas pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu). A Universidade Federal da Paraíba (UFPB), por exemplo, com unidades em João Pessoa, Areia, Bananeiras, Rio Tinto e Mamanguape, oferece o maior número de vagas. São 7.790, em 123 cursos de graduação presencial, por meio do Sisu, no período 2017.1.

De acordo com a pró-reitoria de graduação da instituição, Ariane Sá, do total, 3.708 vagas são ofertadas para candidatos da ampla concorrência, 3.901 vagas ofertadas para candidatos cotistas e 181 vagas para pessoas com deficiência. Em comparação com o número oferecido em 2016, o total de 2017 teve um aumento de 90 vagas.

Com 3.318 vagas, a Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) aparece em segundo lugar em relação ao número de vagas. As ofertas são para o período 2017.1 e, de acordo com o reitor da instituição, Rangel Júnior, houve um aumento de 74 vagas em relação ao período de 2016.1. O crescimento é atribuído ao curso de bacharelado em educação física e pequenos acréscimos de outras graduações. A Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) vai oferecer 3.095 vagas para o período de 2017.1. As vagas são distribuídas entre os cursos de graduação das unidades de Campina Grande, Cajazeiras, Cuité, Patos, Pombal, Sousa e Sumé. O número de vagas permanece o mesmo do período anterior, mesmo com a abertura do curso de engenharia civil no município de Pombal.

Já para o Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), são 1.260 vagas para cursos superiores com ingressos por meio do Sisu em 2017, nos 10 campus do estado (João Pessoa, Sousa, Campina Grande, Cabedelo, Patos, Princesa Isabel, Monteiro, Cajazeiras, Picuí e Guarabira).

Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PM é condenado por atirar em local público durante festa, no Sertão

Um policial militar foi condenado por ato de improbidade administrativa em virtude de ter atirado durante a realização de uma festa em um clube na cidade de Pombal. Além da…

Assista: Barbosa critica RC pelo desrespeito aos deputados e autofagia no PSB

O deputado estadual Ricardo Barbosa, do PSB, ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa da Paraíba, nesta terça-feira (17), para rebater as declarações recentes do ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB),…