O Disque 123, serviço que o Governo do Estado mantém por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano (Sedh) permanece atendendo à população, mesmo com as restrições no expediente presencial dos servidores estaduais. Neste período de quarentena, onde a orientação de isolamento social é uma das ferramentas utilizadas na prevenção do Covid-19, o Disque 123 atende em plantão diário, das 6h até meia noite.

O serviço recebe denúncias de violações de direitos e é um canal de comunicação entre o demandante e o órgão de proteção referente. Violações contra crianças e adolescentes, pessoas com deficiência, em situação de rua, em restrições de liberdade, pessoas idosas, mulheres, casos de homofobia e ainda situações de tráfico de pessoas são encaminhadas, monitoradas e acompanhadas pela equipe.

“Importante demais manter o serviço do Disque 123 em um período como este, onde o isolamento social é a principal medida de prevenção, mas que pode acabar estimulando, infelizmente, algumas violações de direitos. Por isso, estamos prontos para receber as denúncias e dar os devidos encaminhamentos. Enquanto alguns serviços precisaram ser suspensos, o Disque 123 foi mantido para garantir que as pessoas tenham esse canal permanente conosco”, explicou o secretário de Estado do Desenvolvimento Humano, Tibério Limeira.

Segundo a coordenadora do Disque 123, Wberlania Andrade, “nosso serviço é indispensável à população paraibana, principalmente porque não é preciso que a pessoa se desloque para denunciar. Estamos trabalhando tomando todos os cuidados devidos com a nossa equipe, contudo, continuamos o serviço pela garantia dos direitos e pelo fortalecimento da política de enfrentamento às violações, enfatizou.

A Paraíba é um dos poucos estados que mantém um canal próprio de denúncia contra violação de direitos.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Abrigo de idosos em JP lança campanha para se manter durante pandemia

A Instituição Espírita Nosso Lar, que mantém um abrigo para 42 idosos, vem enfrentando dificuldades para se manter, durante a pandemia do novo coronavírus. O asilo é uma entidade filantrópica…

MPPB responsabilizará organizadores de manifestações por possíveis excessos

O Ministério Público da Paraíba está acompanhando o movimento nas redes sociais de convocação da população para carreatas. Os membros do MPPB, em conjunto com as forças policiais, estão atuando…