“Está preparado para perder alguém que você ama? Um parente, um amigo, um colega de trabalho? Quando você não respeita o isolamento social, coloca em risco a sua a vida e a de outras pessoas. Sua atitude pode salvar vidas! Fique em casa!”. Essa é a mensagem da campanha lançada, nesta sexta-feira (15/05), pelo Ministério Público do Trabalho na Paraíba (MPT), Ministério Público Federal (MPF) e Ministério Público Estadual (MPPB), para reforçar a importância de manter o isolamento social para barrar a disseminação do vírus e evitar muitas mortes.

A campanha consiste em um vídeo (para TVs e redes sociais) e spot (rádio), de 30 segundos, além de peças para redes sociais. O Ministérios Públicos enviaram ofícios pedindo o apoio dos sistemas de comunicação da Paraíba e dos gestores públicos dos 223 municípios paraibanos (prefeitos e secretários de saúde). A campanha também foi replicada nas redes sociais do MPT no Brasil inteiro. Nas redes sociais, estão sendo usadas as hashtags #SuaAtitudeSalvaVidas, #FiqueEmCasa, #TodosContraoCoronavirus.

Medida para evitar adoecimento em massa
Sem vacina e tratamento comprovadamente eficaz, as instituições ministeriais endossam que não há outra alternativa para evitar o adoecimento em massa e o consequente colapso dos serviços de saúde. O índice de distanciamento social entre os paraibanos, que chegou a quase 60% no dia 22 de março, caiu para 45,9% em 13 de maio, justamente quando os casos estão crescendo e já se registra a ocupação de quase 90% de leitos de UTI para adultos, no Estado. A atuação do MP visa evitar a repetição de tragédias já vivenciadas em outros estados, com a morte de milhares de pessoas.

A equipe que formulou a campanha teve como base a orientação dos chefes dos três MPs de que o objetivo principal era sensibilizar a sociedade neste momento tão difícil, de cumprimento do isolamento social; é fazer com que as pessoas resistentes ainda à medida entendam que ficar em casa é um gesto de amor ao próximo que pode salvar muitas vidas.

Atuação dos Ministérios Públicos
Os chefes dos MPs, Myllena Formiga de Alencar Medeiros (MPT-PB), Sérgio Rodrigo Pimentel de Castro Pinto (MPF-PB) e Francisco Seráphico Ferraz da Nóbrega Filho (MPPB) destacaram que os Ministérios Públicos, desde o início da pandemia, estão atuando em conjunto, expedindo recomendações e agindo junto aos governos estadual e municipais e a outras instituições para garantir os direitos de cidadãos e trabalhadores à saúde, à vida, para assegurar a estrutura dos serviços de saúde e o atendimento. Mas, os órgãos ressaltam que a população pode e deve cooperar no combate à Covid-19 e uma das principais formas de fazer isso é aderindo ao isolamento social.

Casos, mortes e leitos
Segundo o último boletim da Secretaria de Estado da Saúde (SES), nesta quinta-feira (14/05), a Paraíba registrou, mais uma vez, o maior número de casos da Covid-19, em um único dia. Foram 316 novos casos, com três óbitos causados pela doença. Assim, a Paraíba atingiu 3.361 casos confirmados, com 160 mortos e 731 pessoas recuperadas. Ainda segundo a SES, dos leitos de UTI para adultos ativados em todo o Estado, 72% estão ocupados. Na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação de UTI para adultos é de 89%. O Índice de isolamento social registrado pela Inloco no dia anterior foi de 45,9%.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Campanha de Vacinação contra Influenza é retomada nesta 2ª em JP

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) dá continuidade à terceira etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe nesta segunda-feira (25). Com o encerramento da imunização nos pontos de…

Vila Vicentina tem 11 casos de covid-19 e uma morte confirmada

Até esta segunda-feira (25), o abrigo de idosos Vila Vicentina, localizado no bairro da Torre, em João Pessoa, registrou 11 casos de idosos com confirmação para a covid-19 e um…