A Paraíba o tempo todo  |

MPPB discute ações do projeto Bairro sem Medo

O Ministério Público da Paraíba realizou, nesta segunda-feira (10), uma reunião para definir as ações a serem implementadas no projeto Bairro sem Medo, que será desenvolvido no bairro de Mandacaru, em João Pessoa. A escolha de Mandacaru se deve por ser o bairro que possui os maiores índices de homicídios na Capital. O coordenador do projeto será o promotor de Justiça Marinho Mendes. O projeto tem o objetivo de contribuir para a redução da criminalidade na região.
Entre as ações previstas no projeto está a formação de líderes comunitários e do conselho da paz, com o objetivo de incutir na comunidade a ideia da preservação da vida e da cultura de paz. Também serão formadas as equipes de conciliação que terão a finalidade de mediar os conflitos na região e a implantação uma Promotoria Social. As ações também incluem realização de cursos de pacificação e palestras e a proposta de regramento do funcionamento dos bares existentes no bairro.

Durante a reunião, ficou decidido será elaborado um termo de ajustamento de conduta para firmando a parceria entre o Ministério Público com o Estado e Município, para a implementação do projeto.

Também ficou decidido que o Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (Ceaf), a Fundação Escola Superior do Ministério Público (Fesmip) em parceria com a Academia de Polícia Civil (Acadepol) e o Centro de Ensino da Polícia Militar ficarão responsáveis por elaborar a grade curricular dos cursos que serão ministrados durante o projeto. Uma reunião com representantes dos quatro órgãos foi marcada para a próxima quinta-feira (13), às 15h.

Na próxima quarta-feira (12), haverá uma reunião na Acadepol, para discutir o projeto Segundo Tempo, que vai atender cerca de 200 crianças e adolescentes. Segundo informações da Acadepol, já existe a verba para o projeto e ficará a cargo do MP a seleção das crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social.

Também haverá uma reunião com os conselhos tutelares da região de Mandacaru e uma audiência pública com moradores do bairro, com data a ser marcada.
Participaram da reunião o procurador-geral de Justiça, Oswaldo Trigueiro do Valle Filho, o promotor Marinho Mendes, o coordenador do 1º Centro de Apoio Operacional às Promotorias (Caop), Adrio Nobre Leite, o coordenador do Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco), Octavio Celso Paulo Neto, os promotores Soraya Escorel, Manoel Cacimiro Neto, Herbert Vitório Carvalho, a diretora do Ceaf, Vasti Clea Lopes, a diretora da Fesmip, Rosane Maria Oliveira, e o diretor da Acadepol, Bergson Vasconcelos.
 

 

Ascom MPPB

 

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe