Uma reviravolta foi registrada no âmbito da Operação Xeque-Mate nesta terça-feira (16). É que o Ministério Público da Paraíba emitiu parecer favorável à soltura dos réus que ainda estavam presos por força das investigações da referida operação.

Com isso o único que ficou de fora foi o empresário Roberto Santiago.

De acordo com o entendimento do MPPB, passada a fase da instrução não haveria como se opor à soltura dos réus. A decisão foi encaminhada ao juiz Henrique Jorge Jácome de Figueiredo, da 1ª Vara da Comarca de Cabedelo e em caso de posição favorável do magistrado eles deverão conseguir recolhimento domiciliar no período noturno com as restrições de não se ausentar dos limites da Comarca de Cabedelo e João Pessoa sem autorização judicial e não frequentar bares e casas de jogos de azar.

Na semana passada um dos réus do caso já havia sido liberado, Inaldo Figueiredo Silva prestou depoimento na segunda audiência de custódia e foi solto logo após.

Poderão ser beneficiados com a medida os réus Wellington Viana Antônio Bezerra do Vale Filho, Lúcio José do Nascimento Araújo e Tércio de Figueiredo Dornelas Filho.

Ainda não há posição sobre a soltura do empresário Roberto Santiago, que até segunda ordem continuará em regime fechado.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Conselho de JP se reúne para debater novo aumento da passagem de ônibus

O Conselho Municipal de Mobilidade Urbana de João Pessoa (CMMU) irá se reunir na tarde desta sexta-feira (24), para discutir entre outras pautas o aumento da tarifa de ônibus na…

Romero anuncia mais um pacote de obras para Campina Grande

Após visitar áreas que serão contempladas com novas intervenções da Prefeitura em Campina Grande, o prefeito Romero Rodrigues anunciou, durante entrevista à Rádio Campina Grande FM, um novo pacote de…