Os procuradores federais com atuação na Paraíba terão, a partir de agora, acesso on line, por meio de senhas pessoais e intransferíveis, aos processos do Tribunal de Contas da Paraíba, a partir da fase das análises de defesa.

.
Eles vão poder examinar, também, documentos relativos à atuação de organizações sociais no setor público e ao funcionamento dos Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS), existente em 70 municípios paraibanos.

 

O presidente do TCE-PB, conselheiro André Carlo Torres, tratou pessoalmente,nesta quinta-feira (30), da ampliação da parceria com o Ministério Público Federal durante reunião com o procurador Marcos Alexandre Bezerra, chefe da Procuradoria da República na Paraíba.

 

Do encontro, na sede do MPF em João Pessoa, também participaram o procurador Antônio Edílio Magalhães, o secretário estadual da instituição, João Netto, o chefe da Assessoria Técnica do TCE, Ed Wilson Fernandes, e o consultor técnico do Tribunal, Humberto Gurgel.

 

Na reunião, o conselheiro André Carlo demonstrou a importância que tem para os órgãos de controle, e para os gestores e a sociedade, o processo de acompanhamento da gestão adotado pelo TCE. Ele destacou o lançamento do Sagres Combustíveis, ferramenta desenvolvida em parceira com a Universidade Federal da Paraíba e que, entre inúmeras possibilidades de análises comparativas de gastos, identifica o grau de eficiência das prefeituras com esse tipo de despesa.

 

“O TCE da Paraíba permanece na vanguarda, desenvolvendo ferramentas fantásticas para a transparência pública. Esta cooperação é fundamental para o controle externo”, comentou o procurador Marcos Alexandre ao término da apresentação feita pelo conselheiro André Carlo.

 

Após se declarar positivamente impressionado com acompanhamento da gestão, o procurador Antônio Edílio destacou a qualidade e utilidade das ferramentas desenvolvidas pelo TCE. “ São mecanismos de efetivo controle das contas públicas, daí a importância do aperfeiçoamento do modelo de parceria que estamos construindo aqui para nossas instituições”, comentou.

 

Ao final do encontro, ficou ainda definido que procuradores e servidores do MPF na Paraíba participarão, em breve, de cursos a serem preparados pela Assessoria Técnica do TCE, para auxiliá-los no acesso ao Sistema Eletrônico de Tramitação Processual (Tramita) e no Sistema de Acompanhamento da Gestão dos Recursos da Sociedade (Sagres).

 

 

 

Ascom/TCE-PB

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

OPINIÃO: depois de retirar os camelôs, PMJP deveria mandar limpar o Centro

Depois de retirar os camelôs da área, a Prefeitura de João Pessoa bem que poderia determinar ao seu setor competente uma limpeza geral no centro da Capital. Eu prefiro acreditar…

João avisa que não tem intenção de deixar PSB, mas deixa janela aberta

O governador João Azevêdo (PSB) confirmou, em entrevista nesta sexta-feira (20), que continua recebendo o convite de vários partidos que têm se colocado à disposição quando o assunto é a…