Por pbagora.com.br

Nesta segunda-feira (13), a subprocuradora-Geral da República, Cláudia Sampaio Marques, encaminhou  um parecer ao Supremo Tribunal Federal (STF) em que defende a manutenção da prisão preventiva do irmão do ex-governador Ricardo Coutinho, Coriolano Coutinho, preso na última fase da Operação Calvário.

Apesar da alegação da defesa de Coriolano, que em recurso diz que a medida seria “ilegal e desnecessária”, o MPF afirma que é necessária a continuidade da prisão.

A procuradora pontuou que a investigação evidenciou que “o paciente atuava intensamente na coleta de propinas destinadas a seu irmão, Ricardo Coutinho, do mesmo modo que agia na estrutura administrativa do Estado, patrocinando os interesses da organização junto ao alto escalão administrativo, influenciando decisões”, diz trecho.

Além de Coriolano Coutinho, a Procuradoria-Geral da República emitiu parecer desfavorável contra as solturas dos ex-secretários Waldson Souza, Gilberto Carneiro, José Arthur Viana Teixeira e Vladimir Neiva, empresário da Grafset.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Petista admite que se colocou à disposição para vice de RC por conta própria

O advogado Antônio Barbosa, ex-presidente do PT, encontrou oportunidade na adversidade e admitiu, durante entrevista nesta segunda-feira (21), que não chegou a receber nenhum convite para ocupar a vice na…

Transporte coletivo de JP opera nesta segunda-feira com frota reduzida nesta 2ª

Por conta dia do Comerciário, o transporte coletivo de João Pessoa opera nesta segunda-feira com frota reduzida, A mudança visa garantir oferta de acordo com a demanda, reduzida devido ao…