Por pbagora.com.br

Nesta segunda-feira (13), a subprocuradora-Geral da República, Cláudia Sampaio Marques, encaminhou  um parecer ao Supremo Tribunal Federal (STF) em que defende a manutenção da prisão preventiva do irmão do ex-governador Ricardo Coutinho, Coriolano Coutinho, preso na última fase da Operação Calvário.

Apesar da alegação da defesa de Coriolano, que em recurso diz que a medida seria “ilegal e desnecessária”, o MPF afirma que é necessária a continuidade da prisão.

A procuradora pontuou que a investigação evidenciou que “o paciente atuava intensamente na coleta de propinas destinadas a seu irmão, Ricardo Coutinho, do mesmo modo que agia na estrutura administrativa do Estado, patrocinando os interesses da organização junto ao alto escalão administrativo, influenciando decisões”, diz trecho.

Além de Coriolano Coutinho, a Procuradoria-Geral da República emitiu parecer desfavorável contra as solturas dos ex-secretários Waldson Souza, Gilberto Carneiro, José Arthur Viana Teixeira e Vladimir Neiva, empresário da Grafset.

PB Agora

Notícias relacionadas

Após suspensão, trens voltam a circular entre João Pessoa e Santa Rita

Após as fortes chuvas que atingiram João Pessoa e inundaram a linha férrea e impediram a locomoção dos trens por um período da manhã desta sexta-feira (26), a Companhia Brasileira…

Três bairros de JP registram queda de árvores por conta das chuvas

Ao menos três bairros de João Pessoa registraram quedas de árvores nesta sexta-feira (26) por conta das fortes chuvas que atingem a capital paraibana desde as primeiras horas da manhã.…