Por pbagora.com.br

A Promotoria de Justiça de São Bento expediu recomendação aos diretores e vice-diretores das escolas públicas dos municípios de São Bento e Paulista para que não efetuem a venda de bebidas alcoólicas em festas ou eventos realizados pelas instituições de ensino.

Segundo o promotor de Justiça Osvaldo Lopes, a recomendação foi expedida porque há notícias de que estabelecimentos públicos de ensino pretendem comercializar bebidas alcoólicas em suas dependências por ocasião de festas juninas e outros eventos.

Além disso, se aproxima o período de festas juninas e as escolas da rede pública de São Bento e Paulista contemplam, em regra, em sua programação curricular atividades pedagógicas que preveem a realização de festas alusivas ao tema.

O promotor destaca na recomendação que o artigo 243 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) preceitua que a venda de bebidas alcoólicas à criança e à adolescente configura crime. Também é destacado que a Lei n° 8.681/07 determina que é vedada a comercialização bebidas alcoólicas, nas cantinas das unidades escolares que atendam a educação infantil e básica.

 

 

Redação com MPPB

Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

Notícias relacionadas

TRAGÉDIA: trabalhador morre ao cair do 10º andar de prédio, em JP

Na manhã desta quarta-feira (12), um homem, de 45 anos, morreu ao cair de um prédio no bairro dos estados, bem próximo à Avenida Epitácio Pessoa, na capital paraibana. De…

Wellington Roberto reage e diz que “orçamento paralelo” é transparente

O deputado federal Wellington Roberto (PL), que foi o único deputado paraibano citado como beneficiário de um suposto orçamento paralelo com o qual o governo Bolsonaro visava garantir apoio do…