A Paraíba o tempo todo  |

MP e A União renovam convênio

Ministério Público e A União renovam convênio para impressão de serviços gráficos

O procurador-geral de Justiça, Oswaldo Trigueiro do Valle Filho, e a coordenadora do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (Ceaf), procuradora Kátia Rejane Lucena, se reuniram, na manhã desta quinta-feira (13), com o superintendente de A União, Severino Ramalho Leite, e com o diretor administrativo Artur Viana para tratar da renovação do convênio firmado entre o Ministério Público da Paraíba e a A União para confecção de produtos gráficos do MPPB.

 

Durante a reunião, ficou definida a renovação do convênio entre as duas instituições, para a produção de serviços gráficos como o informativo MP Notícias, o Jornal do Ministério Público Social, tablóides, folders, revistas, plaquetes e cartazes. A União continuará prestando os serviços gráficos, com preços abaixo do menor orçamento obtido no mercado.

O procurador-geral ressaltou a importância do intercâmbio entre as instituições. “O superintendente entendeu a importância da renovação desse convênio até porque se trata de uma instituição séria na área gráfica. Vamos continuar produzindo em A União o MP Notícias e Jornal do Ministério Público Social. Fomos recebidos com muita gentileza e profissionalismo”, disse.

A coordenadora Kátia Rejane disse que a renovação da parceria é fundamental para o trabalho do MPPB e do Ceaf. “Todo o material que precisamos temos em primeira linha e com certeza contaremos com essa parceria necessária ao desenvolvimento dos trabalhos tanto do Ministério Público quanto do Ceaf”, afirmou.

O superintendente Severino Ramalho Leite destacou as condições técnicas do parque gráfico de A União. “Temos condições de competir no mercado local com preços melhores”, enfatizou. Ele informou ainda que o jornal A União está sendo reformulado para se tornar um meio de divulgação não apenas de ações do governo. “Temos um projeto de distribuição do jornal nessas instituições, como o MP e a Justiça”, acrescentou.

Para Oswaldo Trigueiro Filho, o novo formato do jornal possibilitará uma maior disseminação da informações. “O jornal ficará mais próximo do público e deixará de servir apenas ao governante. Damos total apoio a esse novo formato porque implicará em respeito ao princípio da impessoalidade”, disse.

 

PB Agora

com informações do MPPB

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe