Nesta sexta-feira (12) moradores do município de Serra Branca, no Cariri paraibano, organizaram uma mobilização para pedir justiça pela morte do comerciante Normando Pereira que foi assassinado no dia 13 de junho do ano passado e, desde então, o crime não foi solucionado.

Normando Pereira tinha 57 anos quando foi encontrado morto na manhã do dia 13 de junho na granja onde morava, às margens da BR-412. Até hoje, um ano depois, ninguém foi responsabilizado pelo crime.

Por conta da pandemia do novo coronavírus todos que participaram do protesto foram aconselhados a usar máscaras e álcool  em gel.

PB Agora

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

250 ônibus que atendem a capital voltam a funcionar hoje; saiba quais linhas

Por meio de comunicado oficial a prefeitura de João Pessoa comunicou, que os ônibus urbanos voltam a circular hoje (6), em João Pessoa. As operações acontecem de segunda-feira ao sábado,…

Mortes por Covid-19 em Mangabeira já é maior que no Uruguai; veja dados desta 2ª

Maior bairro da Capital paraibana e também o mais populoso, Mangabeira chama atenção pelo número de vítimas letais da Covid-19. De acordo com dados da Prefeitura Municipal de João Pessoa…