Por pbagora.com.br
 
 

Pela 2ª vez um pedido de vista, adia o julgamento da AIJE de nº 0001514-74.2014.6.15.000, que pede a inelegibilidade de Ricardo Coutinho (PSB), por suposto abuso de poder político no período de sua reeleição para governador, em 2014.

Na sessão realizada nesta quinta-feira (27), o relator do TSE ministro Og Fernandes rejeitou as preliminares e deu provimento parcial aos recursos. Ele também negou provimento aos recursos ordinários interpostos por RC, Márcia, Waldson e Lígia.

A decisão de Og foi pela inelegibilidade de Ricardo Coutinho por oito anos. O que faria com que o ex-governador ficasse inelegível até 2022.

Entretanto o ministro Luís Felipe Salomão pediu vista pela 2ª vez e o julgamento da AIJE foi mais uma vez adiado. Na última terça-feira (25) ele já havia feito a solicitação.

O julgamento deve ser retomado nesta sexta-feira (27) em sessão extraordinária e caso a corte confirme a decisão do relator, RC não poderá concorrer às eleições deste ano.

PB Agora

 
 
Notícias relacionadas

OPINIÃO – Violência Contra as Mulheres e o Isolamento Social: Romper o Silêncio é Preciso

Aqui na Paraíba, as Entidades que compõem a rede de enfrentamento à violência contra as mulheres têm desenvolvido ações com o intuito de facilitar o combate a essa violência diante…

Apenas 33 cidades da PB já aderiram ao consórcio para compra de vacinas

Uma verdadeira força-tarefa está sendo montada por alguns municípios de todo o Brasil com relação à compra de vacinas para imunizar a população contra a covid-19. Porém somente 33, das…