Conforme divulgado por reportagem do portal Estadão, a nova líder do PSL Câmara, deputada Joice Hasselmann (SP), derrubou a “trincheira” do presidente Jair Bolsonaro da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Congresso que investiga as chamadas fake news. Em ofício encaminhado na quarta-feira, 11, ao colegiado, Joice retirou quatro deputados bolsonaristas da comissão: Filipe Barros (PR), Caroline de Toni (SC), Carla Zambelli (SP) e Carlos Jordy (RJ).

Justamente esses quatros rivalizaram com Joice quando a deputada prestou depoimento na CPMI, no último dia 4. Houve episódios de bate-boca, acusações sobre atividades fora da vida parlamentar, xingamentos e exposição de conversas privadas. Com Carla Zambelli, Joice afirmou que o presidente da República quis saber se a colega trabalhou como prostituta na Espanha.

Para o lugar do quarteto, que desde a instalação da CPMI, em setembro, defende fortemente o presidente Jair Bolsonaro na comissão e rivaliza com a oposição e desafetos do Planalto, a líder do PSL colocou quatro deputados próximos a ela: Delegado Waldir (GO), Nereu Crispim (RS), Professora Dayane Pimentel (BA) e Julian Lemos (PB).

Os quatro novos membros da comissão são próximos ao presidente nacional do PSL, Luciano Bivar (SP), que rompeu com Bolsonaro.

Leia a matéria na íntegra clicando AQUI

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PB tem saldo de 6 mil empregos em 2019; melhor resultado em 5 anos

Mesmo com a lenta recuperação econômica do País, a Paraíba fechou o ano de 2019 com o melhor resultado de empregos com carteira assinada dos últimos cinco anos. Com base…

No Sertão, Polícia captura foragido da Justiça de Santa Catarina

A Polícia Militar da Paraíba prendeu, na tarde dessa quinta-feira (23), um homem foragido da Justiça do Estado de Santa Catarina, e que estava escondido no sertão paraibano. O acusado…