A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) decidiu recorrer da decisão do juiz Antônio Carneiro de Paiva Junior que liberou a instalação de ambulantes na Festa das Neves em atendimento a um pedido da Associação dos Ambulantes e Trabalhadores em Geral da Paraíba (Ameg).

A informação foi confirmada pelo procurador-geral do Município, Adelmar Régis que, em entrevista à rádio Jovem Pan, na manhã desta quarta-feira (31), disse que a decisão judicial contraria, inclusive, o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado junto ao Ministério Público, além de ignorar todo o esforço da gestão para ordenação dos festejos.

“A decisão se choca com todo o esforço de disciplinamento urbano e defesa do patrimônio histórico, artístico e cultural da cidade, inclusive, vai contra o termo de ajuste de conduta firmado com o Ministério Público Estadual”, declarou.

OUTRO LADO

Para justificar a decisão, o juiz argumentou que as pessoas exercem a profissão de ambulante na Festa das Neves desde 2010 e o país passa por uma ‘grave crise econômica’ caracterizada pelo aumento do número de desempregados.

A decisão judicial determina a instalação dos comerciantes entre a Praça Dom Adauto e Rua Visconde de Pelotas.

A Festa das Neves teve abertura dos parques e das barracas no último sábado (27) e segue até o dia 7 de agosto, com shows e atrações previstas para este fim de semana.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Retorno das aulas segue sem data definida na rede municipal de CG

Romero anuncia retomada de atividades administrativas de escolas e creches Durante live realizada na manhã desta sexta-feira, 10, através das redes sociais, o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, anunciou…

Após colisão entre duas carretas motorista fica preso às ferragens

Na madrugada deste sábado (11), três pessoas ficaram feridas entre as cidades de Alhandra e Mata Redonda, no Litoral Sul paraibano, após uma colisão entre duas carretas. De acordo com…