Por pbagora.com.br

Não entrega da declaração pode gerar multa

Apenas 38,5% dos microempreendedores individuais optantes pelo Simples Nacional na Paraíba, um total de 53.934 empresas, entregaram a Declaração Anual de Faturamento do Simples Nacional (DASN), cujo prazo para recebimento vai até o próximo dia 30 e que se trata da declaração que informa quanto o MEI faturou no ano anterior. Atualmente, o número de microempreendedores registrado na Paraíba de acordo com dados da Receita Federal do último dia 13 é de 139.978.

O acesso ao programa DASN-SIMEI é feito exclusivamente por meio do Portal do Simples Nacional na internet, o qual pode ser acessado por meio do “banner” específico existente no site da Secretaria da Receita Federal do Brasil – RFB (www.receita.fazenda.gov.br) ou diretamente por meio do endereço
www8.receita.fazenda.gov.br/SimplesNacional.

Em caso de atraso – De acordo com o analista do Sebrae Paraíba, Antônio Felinto, quando o MEI entrega a declaração em atraso fica sujeito ao pagamento de multa no valor mínimo de R$ 50 ou de 2% ao mês-calendário ou fração, incidentes sobre o montante dos tributos decorrentes das informações prestadas na DASN-SIMEI. A notificação de lançamento da multa por atraso na entrega da declaração (MAED) é gerada no momento da transmissão da declaração e estará disponível para pagamento quando da impressão do recibo de entrega da DASN- SIMEI. Caso o pagamento seja feito em até 30 dias, a multa será reduzida em 50%.

Como fazer a DASN?

Fazer a declaração é muito simples. Siga os passos abaixo:

1. Faça um relatório das receitas obtidas a cada mês;

2. Não se esqueça de conferir se o valor das notas fiscais emitidas foi anotado corretamente no seu relatório;

3. Conferiu todos os valores? Se estiver tudo correto, você tem até 30 de junho para enviar a declaração, apenas pela internet.

 

Redação

Notícias relacionadas

Vereadora Dona Fátima pede reabertura de restaurantes e cozinhas comunitárias de Campina Grande

Diante da insegurança alimentar de famílias carentes de Campina Grande, em decorrência da pandemia da Covid-19, a vereadora Maria de Fátima Melo Silva, (Dona Fátima) do PODEMOS, cobrou do chefe…

Wellington Roberto reage e diz que “orçamento paralelo” é transparente

O deputado federal Wellington Roberto (PL), que foi o único deputado paraibano citado como beneficiário de um suposto orçamento paralelo com o qual o governo Bolsonaro visava garantir apoio do…