Por pbagora.com.br

Neste domingo (08) uma criança de dois anos e sete meses morreu afogada na cidade de Teixeira, Sertão da Paraíba.

De acordo com informações da polícia, o garoto caiu de bruços em um balde com cerca de 80 cm de altura e acabou morrendo mesmo após receber atendimento médico.

A polícia ainda informou que a irmã da vítima, de 17 anos, tomava conta dele e de mais sete irmãos menores de idade em uma casa no bairro Água Azul. A mãe morreu há poucos dias e o pai tinha saído para ir à casa da avó. Um outro irmão encontrou a criança dentro do balde e chamou a adolescente.

O garoto ainda foi socorrido para o Hospital Municipal Sancho Leite, mas não resistiu. Segundo o cabo Isidro, da PM de Teixeira, é comum o uso de pequenos reservatórios de água para manutenção de necessidades devido à seca.

“A PM orienta e faz apelo para que as pessoas que acumulam água em pequenos reservatórios dobrem os cuidados com crianças, colocando um tampo ou algo pesado para que a criança não consiga entrar. Em questão de segundos acontece uma fatalidade assim. Esse balde tinha aproximadamente 80 cm de altura e era usado para acumular água para necessidades domésticas, devido à seca”, explicou o policial.

Redação

Notícias relacionadas

Sedurb alerta comerciantes informais que atuam na orla sobre cumprimento de decreto

A Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb) está reforçando a fiscalização do comércio informal na orla neste fim de semana. A ação acontece em razão do cumprimento do Decreto 9700/2021, que…

Paraíba amplia vacinação dos profissionais de Segurança neste fim de semana

A vacinação dos profissionais das forças de Segurança continuará acontecendo durante todo o fim de semana na Paraíba. Com a chegada de novas doses da vacina contra o coronavírus, o…