Na noite desta terça-feira (12), um trecho da BR-230 em Camboinha, no município de Cabedelo, na Grande João Pessoa, foi interditado na noite desta terça-feira (12) por um grupo de manifestantes que pediam justiça pela morte das jovens Tamara, de 26 anos, e Mariele de Melo, de 15 anos que foram atingidas por uma caminhonete no momento em que seguiam em uma “cinquentinha” no dia 12 de novembro. Tamara morreu no local e Mariele morreu dois dias depois, no hospital.

 O motorista do carro fugiu e não foi identificado.

De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal, o protesto foi pacífico e durou cerca de uma hora, interditando uma via da BR-230.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

MP alerta municípios da PB sobre jornada de trabalho de conselheiros tutelares

Promotores de Justiça que atuam na área da infância e adolescência em todo o Estado estão recomendando aos novos conselheiros tutelares, que assumiram as funções este ano, que cumpram a…

Empreendimentos na PB lavaram dinheiro de corrupção de Angola, afirma revista

“Eles não economizaram aqui”, afirma, solícita, uma das vendedoras dos 130 apartamentos do Solar Tambaú, empreendimento imobiliário de luxo à beira-mar em João Pessoa, na Paraíba. “Além dos milhões e…