Na noite desta terça-feira (12), um trecho da BR-230 em Camboinha, no município de Cabedelo, na Grande João Pessoa, foi interditado na noite desta terça-feira (12) por um grupo de manifestantes que pediam justiça pela morte das jovens Tamara, de 26 anos, e Mariele de Melo, de 15 anos que foram atingidas por uma caminhonete no momento em que seguiam em uma “cinquentinha” no dia 12 de novembro. Tamara morreu no local e Mariele morreu dois dias depois, no hospital.

 O motorista do carro fugiu e não foi identificado.

De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal, o protesto foi pacífico e durou cerca de uma hora, interditando uma via da BR-230.

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

A mulher do século XXI e os desafios para reduzir os casos de assédio sexual

Durante muito tempo, a ideologia machista tem imperado na sociedade, pregando o pensamento abusivo de que a mulher deve ser submissa ao homem. Porém, com o passar do tempo, após…

Governador João Azevedo muda diretoria da Empresa Paraibana de Comunicação

O governador João Azevedo (PSB), mudou a diretoria da Empresa Paraibana de Comunicação. A edição desta quinta-feira, 17 de outubro, do Diário Oficial do Estado da Paraíba circula com alterações…