O Ministério Público da Paraíba inspecionou as cadeias públicas localizadas nos municípios de Mamanguape e Jacaraú, onde foram encontradas irregularidades, com destaque para a questão estrutural. As fiscalizações foram realizadas na quarta-feira (29/01) pelo 17° promotor de Justiça de João Pessoa, que tem atribuição na Defesa da Tutela Coletiva e Sistema Prisional, Ricardo José Medeiros.

Segundo ele, a Cadeia Pública de Jacaraú apresenta problemas estruturais pontuais e um quadro superlotação. “As condições de higiene do ergástulo precisam ser melhoradas, principalmente no espaço da cozinha. A direção da unidade prisional informou que, com recursos próprios e doações, construiu dois espaços destinados ao albergue para presos do regime semiaberto e para os agentes penitenciários. Faz-se necessária a instalação de mais equipamentos de combate a incêndio, promoção de atividades ressocializadoras para os presos do regime fechado que ali se encontram e melhorias quanto à segurança da unidade prisional”, acrescentou.

Em relação à Cadeia Pública de Mamanguape, a Promotoria detectou irregularidades na segurança, higiene e na estrutura da unidade, que funciona em um prédio muito antigo (construído por volta de 1850, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional como patrimônio histórico) que não apresenta uma estrutura física adequada para a função a que se destina. “A unidade prisional não conta com estrutura suficiente para combate a incêndio e tem espaço inadequado para abrigar a cozinha da unidade prisional”, informou.

O promotor de Justiça destacou que já há uma ação civil pública em andamento, ajuizada em 2013, pelo Ministério Público da Paraíba, visando à construção de uma nova unidade prisional para a comarca, dadas as limitações do prédio atual. A ação se encontra em julgamento no 2° grau (fase recursal).

As inspeções realizadas nas cadeias públicas integram o procedimento administrativa 002.2020.000455, cujo objetivo é acompanhar o funcionamento das unidades prisionais do Estado da Paraíba. Segundo o promotor de Justiça, a meta é que este ano, todas as unidades prisionais do Estado sejam visitadas para que seja possível traçar novas políticas estratégicas e buscar melhorias na área.

PB Agora com informações do MPPB

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PRF recupera carro avaliado em R$ 36 mil e que foi adquirido por R$ 12 mil na PB

O veículo roubado era clonado e circulava com placas de outro veículo sem restrições. Apenas este ano a PRF já recuperou 227 veículos com ocorrência de roubo ou furto, sendo…

Milton Figueiredo estreia em novo programa na rádio Arapuan em rede

A partir do dia 04 de julho a Rede Arapuan de Rádios traz novidade para seu ouvinte, o apresentador Milton Figueiredo estará no ar a partir das  9 horas da…