Por pbagora.com.br

“O prefeito Veneziano Vital do Rego foi o gestor que mais cometeu atos de irresponsabilidade na administração municipal de Campina Grande”, esta foi à acusação feita pelo líder da bancada da Oposição na Assembléia Legislativa, deputado Manoel Ludgério (PDT), durante pronunciamento na tribuna da Casa na tarde desta quarta-feira (15).

As acusações do parlamentar foram justificadas pela existência de um débito da prefeitura de Campina Grande junto a Cagepa, no valor de mais de R$ 10 milhões.

De acordo com o líder, todos os meses, desde o primeiro mandato do prefeito Veneziano Vital (PMDB) à frente da prefeitura da cidade, nenhuma conta de água foi quitada, Conforme a acusação, o prefeito não pagou um único mês de conta à Companhia de Água nos dois mandatos.

“Lamentavelmente Veneziano vem se firmando o prefeito que mais cometeu atos irregulares na historia de CG”, disparou.

Rebatendo as justificativas do peemedebista em relação aos débitos da prefeitura, Ludgério esclareceu que a alegação do prefeito é mentirosa, quando explica que os débitos existentes provem de governos anteriores.

“Não existe no governo Cássio e nem no governo da ex-prefeita Cozette Barbosa dividas deixadas, as atuais dividas não são contas velhas de administrações passadas assim como alega o prefeito de Campina, as dividas são referentes aos dois mandatos do prefeito peemedebista”, explicou.


Márcia Dias

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Janeiro Branco: em tempos de pandemia, CG reforça campanha pela saúde mental

Psicóloga Juliana Cunha Lima, primeira-dama, destaca importância do poder público assegurar apoio às pessoas carentes de ajuda profissional A Prefeitura de Campina Grande montou uma programação especial para a Campanha…

Secretário explica logística e distribuição das vacinas contra a covid-19 na PB

O secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros, detalhou como será o processo de recepção, logística e distribuição das vacinas contra a covid na Paraíba. De acordo com o secretário,…