Por pbagora.com.br

A greve dos caminhoneiros não está suspensa e a paralisação continua nas rodovias da Paraíba, conforme informou o representante da categoria, Ramon de Souza.

 

O representante da categoria, Ramon de Souza, garantiu em entrevista nesta sexta-feira, 25, que a greve continua forte na Paraíba.  Ramon destacou que a informação da suspensão da greve é uma “total mentira” e que ninguém aguenta mais os tributos impostos pela Petrobras.

 

Em relação à gasolina que chegou aos postos do grupo São Luís, que se encontra com filas quilométricas (foto), Ramon destacou que o dono da empresa descumpriu a regra de abastecer apenas serviços essenciais, que são os carros da polícia e ambulâncias.

– A gasolina que chegou no posto São Luís foi um acordo feito com a Polícia Rodoviária Federal para abastecer as viaturas da polícia, ambulâncias, mas o gerente quebrou essa regra e quando essa gasolina acabar não vai mais passar nenhuma gasolina nas barreiras – avisou.

Na noite de quinta, o governo federal anunciou uma proposta para suspender a greve por 15 dias, após uma reunião de mais de seis horas com representantes de entidades de caminhoneiros.

Os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil), Carlos Marun (Secretaria de Governo), Eduardo Guardia (Fazenda) e Valter Casimiro (Transportes) assumem os compromissos de zerar o Cide e fazer com que a Petrobrás mantenha a redução de 10% no valor do diesel nas refinarias durante 30 dias.

 

Redação

Notícias relacionadas

Inmet renova alerta vermelho de grande perigo de acumulado de chuvas e emite dois alertas laranjas para a PB

Em meio as chuvas que caem na Paraíba, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) renovou o alerta vermelho de grande perigo de acumulado de chuva em João Pessoa e mais…

Ponte que liga comunidades São Rafael e Hildon Bandeira desaba, em JP

Nesta sexta-feira (14), uma ponte que liga as comunidades São Rafael e Padre Hildon Bandeira, em João Pessoa, desabou por conta da força do Rio Jaguaribe, que transbordou com o…