Por pbagora.com.br

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) aprovou leis que estão fazendo a diferença no cotidiano dos paraibanos, durante a pandemia do coronavírus (Covid-19). Os parlamentares têm apresentado propostas que alcançaram resultados positivos, com leis que foram sancionadas pelo Executivo Estadual ou promulgadas pela Casa, mas que já contribuem de forma direta para melhorar a qualidade de vida da população.

Recentemente, a ALPB teve sancionada a Lei 11.676/2020, de autoria do presidente da Assembleia, Adriano Galdino, com apenso do deputado Wilson Filho, que proíbe empresas de concessão de serviços públicos de água, luz e telefonia de interromper o fornecimento de seus serviços nas unidades domiciliares com renda familiar de até cinco salários mínimos.
A medida também não permite o despejo por falta de pagamento do aluguel – seja por moradores de residências ou empreendedores que alugam salas comerciais.

“Criar leis que beneficiam a população é uma das missões da Assembleia Legislativa. Na Casa todas as propostas apresentadas são ouvidas e discutidas, os consensos são construídos, para que as matérias sejam aprovadas e as leis sancionadas. Durante esse período difícil de pandemia, em que o mundo enfrenta o coronavírus, não temos parado em nenhum instante, para que desta forma possamos contribuir com as necessidades do nosso povo paraibano”, ressaltou o presidente, Adriano Galdino.

Outra lei aprovada e promulgada na Casa Epitácio Pessoa, é a lei 11.702/2020, de autoria dos deputados Adriano Galdino e Tião Gomes, que instituiu o programa ”Remédio em Casa”. Uma lei que assegura a entrega de medicamentos para idosos, usuários do SUS portadores de diabetes, hipertensos, asmáticos, pacientes renais, entre outros, e que por esta razão passam a integrar o grupo de risco de contaminação do novo coronavírus.

A Casa também beneficiou a população paraibana com a lei 1.577/2020, sancionada pelo Governo do Estado, de autoria do deputado Felipe Leitão, que determina a manutenção do fornecimento da alimentação escolar aos alunos durante a paralisação das aulas em consequência da pandemia. A medida deve assegurar a distribuição de cestas básicas para 260 mil alunos da rede estadual de ensino.

Mais ações

A ALPB também efetuou o repasse de R$ 2 milhões ao Governo do Estado para ser destinado à Secretaria de Desenvolvimento Humano para a compra de cestas básicas que serão distribuídas pelo Exército Brasileiro em diversos municípios do Estado. O outro R$ 1 milhão para a Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia para ser gasto com pesquisa referentes ao enfrentamento à Covid-19. “Nós deputados resolvemos cortar custos, despesas, e verba de gabinete e chegamos a economia deste montante que, com certeza vai contribuir para trazer benefícios ao povo paraibano”, resumiu o presidente Adriano Galdino.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Goiás x São Paulo é suspenso pelo STJD após casos de covid-19

A partida deste domingo entre Goiás e São Paulo, marcada para acontecer neste domingo, às 16h (de Brasília), no estádio Hailé Pinheiro, em Goiânia, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro,…

Temer aceita convite de Bolsonaro para chefiar missão no Líbano

O ex-presidente Michel Temer aceitou o convite de Jair Bolsonaro para chefiar a missão humanitária no Líbano, após o país sofrer com a explosão do porto de Beirute, na semana…