O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PB), por meio da Operação Lei Seca, notificou 35 motoristas por dirigir sob efeito de álcool, durante o fim de semana. O balanço foi divulgado, nesta segunda-feira (30), pela Coordenação de Policiamento e Fiscalização do órgão.

De acordo com os dados, foram realizados 256 testes do etilômetro (bafômetro), que resultaram na remoção de cinco veículos aos pátios do órgão. A operação ainda autuou 14 condutores em flagrante, pela prática de outras infrações ao Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Segundo o coordenador de Policiamento e da Lei Seca, major Edmilson Castro, “muitos motoristas ainda insistem em desobedecer às leis de trânsito, mas os agentes da Operação Lei Seca, com o apoio da Polícia Militar, estão empenhados para que vidas sejam preservadas no trânsito do nosso Estado”, afirmou.

O alvo da Operação Lei Seca é o condutor que apresentar índice a partir de 0,05mg de álcool por litro de ar, durante o teste. Ele será punido com multa no valor de R$ 2.934,70, recolhimento da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e suspensão do direito de dirigir por até 12 meses. O veículo ficará retido até que um condutor capacitado apareça para retirá-lo.

O major Castro lembrou ainda que caso o teste do etilômetro acuse a partir de 0,34mg ou o condutor se recuse a fazê-lo mas apresente um conjunto de sinais que configurem embriaguez, será conduzido à delegacia e responderá pela prática de crime ao volante, sem prejuízo da parte administrativa.

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Porto de Cabedelo movimenta quase 40 mil toneladas em dezembro

Depois de ter a melhor movimentação de navios desde 2015, o Porto de Cabedelo está garantindo o mês de dezembro como o melhor período do ano na quantidade de carga…

Pesquisa mostra que estudantes com bolsa de estudo tiveram nota mais alta

Guia ensina a ganhar bolsas de estudo  Uma pesquisa realizada com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), que analisou a nota de mais…