O laudo finalizado pelo Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) confirmou que o menino de 7 anos, vítima de maus tratos na cidade de Boqueirão, na Paraíba, foi torturado. De acordo com o chefe do Numol, Márcio Leandro, o prolongamento das agressões caracteriza a tortura.

Conforme o laudo do Numol, já entregue à Polícia Civil, existem lesões abertas e cicatrizadas, comprovando que a criança foi agredida por um longo período de tempo. Conforme explica Márcio Leandro, no momento do exame o menino estava muito debilitado, desnutrido e com um quadro de anemia profunda.

A criança deu entrada no Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, em estado de desnutrição e com ferimentos no dia 10 de julho, à noite. De acordo com a Polícia Civil, a criança estaria sofrendo maus-tratos praticados pela mãe, em Boqueirão, Cariri da Paraíba. O padrasto da criança também está sendo investigado.

Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Mulher de 40 anos é morta a tiros em João Pessoa e polícia procura suspeito

Mais um crime contra a mulher foi praticado na Paraíba. A vítima foi morta a tiros na madrugada deste sábado (24), em João Pessoa. De acordo com a Polícia Militar,…

Combate ao mercado ilegal passa por ‘guerra cultural’, diz Efraim Filho

O deputado federal Efraim Filho (DEM-PB) disse nesta 4ª feira (21 de agosto) que o principal desafio no enfrentamento ao contrabando tema passa por uma “guerra cultural” para conscientizar a…