Por pbagora.com.br
 
 

Em cumprimento à ordem do Juízo da Vara de Execução Penal de Campina Grande, foi preso, nesta sexta-feira (26), Erivan Leandro de Oliveira, gestor de várias redes de lojas no Estado da Paraíba.

O mandado de prisão deriva de três condenações com trânsito em julgado, por crimes contra ordem tributária (Lei nº 8.137/90) cometidos na gestão de empresas do Grupo Thiago Calçados, localizadas em Campina Grande.

O juiz Vladimir José Nobre de Carvalho, em força de unificação das penas, definiu o regime fechado para início de cumprimento de pena, que, pelas três ações penais, totalizaram 11 anos e nove meses de prisão.

O empresário Erivan de Oliveira, proprietário de diversas lojas do grupo Thiago Calçados e Thiago Esportes, responde ainda a outras ações penais na Comarca de Campina Grande, de João Pessoa e de Cabedelo, incluindo a derivada da “Operação Cinderela”, na qual também já foi condenado por sentença de primeiro grau, pendente ainda de julgamento de recurso no Tribunal de Justiça da Paraíba.

O mandado de prisão foi cumprido pela Delegacia de Crimes contra Ordem Tributária (DCCOT), titularizada pela delegada Karina de Alencar Torres, e pela Promotoria de Justiça de Crimes contra Ordem Tributária (PJCCOT), através da promotora de Justiça Renata Carvalho da Luz.

PB Agora com informações do MPPB

 
 
Notícias relacionadas

João anuncia R$ 12 milhões para construção de 1.500 cisternas em 39 cidades da PB

O governador João Azevêdo assinou, nesta segunda-feira (19), os contratos para implantação de 1.500 cisternas em 224 comunidades localizadas em 39 municípios paraibanos. As ações serão executadas pelo projeto Cooperar,…

Covid: Paraíba registra a menor taxa de ocupação de leitos desde o início de março

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) registrou, nesta segunda-feira (19), 904 casos de Covid-19. Entre os confirmados hoje, 37 (4,09%) são casos de pacientes hospitalizados e 867 (95,90%) são…