Por pbagora.com.br

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE), desembargador José Ricardo Porto afirmou, em entrevista nesta sexta-feira (23) que a corte estará atenta aos crimes cometidos durante a campanha.

O desembargador declarou que o Tribunal irá acompanhar a investigação a respeito da apreensão de R$ 128 mil feita pela Polícia Rodoviária Federal na tarde desta quinta-feira (22), na BR 101, no município de Mamanguape. O dinheiro estava em um fundo falso do painel de um carro.

A investigação vem sendo feita pelo Polícia Federal e, segundo Porto, se for constatado que o ilícito seria utilizado para fins eleitoreiros, o TRE da Paraíba agirá com o intuito de punir os culpados. “São valores expressivos, além dessa quantia de R$ 128 mil, também temos outras apreensões. A Polícia Federal recebeu esse inquérito, está sendo devidamente formalizado e caso ocorra indícios de infração eleitoral, a Justiça Eleitoral, junto com a PF e PRF, estaremos atentos e tomaremos todas as providências”, declarou Porto.

O desembargador retificou que o intuito das ações de inteligência realizadas pela PF e pela PRF é o de exorcizar qualquer tentativa fraude e ilícitos eleitorais.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Dr. Pessoa (MDB) é eleito prefeito de Teresina (PI)

O candidato Dr. Pessoa (MDB) foi eleito prefeito de Teresina na disputa em segundo turno com Kleber Montezuma (PSDB), neste domingo (29), e vai comandar a capital piauiense pelos próximos…

Nilvan e Cícero votam pela manhã; confira horário e local de votação de cada um

Os candidatos à prefeitura de João Pessoa, Cícero Lucena (PP) e Nilvan Ferreira (MDB) escolheram o período da manhã para votar no 2º turno da eleição que irá definir quem…