Em cumprimento a um mandado judicial de reintegração de posse, a Polícia Militar, desocupou um terreno no bairro das Malvinas, em Campina Grande. De acordo com a PM, cerca de 20 edificações haviam sido construídas no local, entre barracos e estábulos para animais. A desocupação aconteceu porque, segundo a polícia, nessa área há uma linha de transmissão de energia da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), empresa proprietária do terreno.

A área de desocupação corresponde a cerca de 1.300 metros de extensão. A ação de desocupação, que acontece de forma planejada e dividida por lotes, começou por volta das 5h. “A Polícia Militar está cumprindo determinação do poder judiciário estadual na manhã de hoje. Mas nós estivemos aqui há cerca de dois meses antes, informamos da decisão, dialogamos com os ocupantes, informamos que a decisão deveria ser cumprida de forma pacífica”, disse o tenente-coronel Roberto Costa.

De acordo com a PM, no local há uma linha de transmissão de energia, de alta tensão, e não é permitido construir nada na área, nem permanecer na parte de baixo dessa linha de transmissão. Os ocupantes haviam construído casas, barracas e cercados para criação de animais.

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Delegacia que funciona na Zona Leste é arrombada em CG

Ousadia e atrevimento. Nem mesmo a delegacia escapa da ação dos bandidos em Campina Grande. Um prédio onde funciona a Delegacia Distrital, no bairro José Pinheiro foi arrombado na noite…

Adolescente de 14 anos morre afogado em Campina Grande

Um adolescente de 14 anos morreu afogado em um barreiro, na cidade de Campina Grande nesse domingo (16). Segundo as informações da família o jovem desapareceu no sábado (15), após…