Por pbagora.com.br

A juíza Wanessa Figueiredo dos Santos Lima, da 2ª Vara Federal determinou que Prefeitura de Cabedelo suspenda as aulas presenciais em instituições de ensino superior com sede no município. A solicitação foi formulada pelos Ministérios Públicos Federal e do Trabalho.

Nesta quinta-feira (19), foi realizada audiência de conciliação entre as prefeituras de João Pessoa e Cabedelo e os Ministérios Públicos Federal e Estadual. No entanto, a gestão do município de Cabedelo não enviou representantes ao encontro mediado pela Justiça Federal.

A magistrada ouviu ainda a Secretaria Estadual de Saúde (SES) e o Conselho Regional de Medicina (CRM), que alertaram sobre o risco de uma segunda onda de contaminações pelo novo Coronavírus.

Para o prefeito de Cabedelo, Vitor Hugo, há equívoco na classificação Laranja para o município no Plano Novo Normal do Governo do Estado. “Eu acho de uma incoerência sem tamanho, você prejudicar apenas uma categoria, que é uma das mais importantes, que é a do estudo. Você vê bares, restaurantes, templos religiosos, casas de eventos e shoppings (abertos), onde tem muita aglomeração”, declarou.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

George Coelho é reconduzido à presidência da Famup por unanimidade

O atual presidente da Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup), George Coelho, foi reconduzido ao cargo de forma unânime, nesta quinta-feira (26), para o biênio 2021/2022. Para o…

Leis aprovadas na ALPB asseguram benefícios e incentivam doadores de sangue

A engenheira de produção, Leila Viana, nunca passou pela angústia de necessitar de sangue e não ter disponível no Hemocentro. Também não conhece ninguém que passou por essa situação. Mas,…