O deputado federal Julian Lemos, do PSL, ratificou, durante entrevista nesta segunda-feira (04) que permanecerá filiado ao partido, independentemente do destino partidário do presidente Jair Bolsonaro (PSL), que ontem, domingo (03), declarou em entrevista ter 80% de chances de deixar a legenda.

“A declaração do presidente eu não tenho nem o que comentar, embora eu discorde. Eu acho que a melhor casa que ele poderia ficar é o PSL, porque tem 53 deputados que o respeitam, seguem a liderança política dele e votam com o governo 100%. Segundo a leitura que não só ele faz, como todos os outros deputados que dizem que nosso partido é o Brasil e que partido tanto faz, então porque é que vou sair desse se no outro vai ser a mesma coisa? Então eu vou ficar onde eu estou”, avisou.

Para o parlamentar, a divisão dentro da legenda é danosa, estúpida e sem propósito algum.

“Até agora eu já falei e repito. Essa divisão do PSL é a guerra mais estúpida, sem propósito e sem lógica que eu já ouvi falar. Essa é minha opinião, por isso que sempre defendi a união e a permanência dele e sou um camarada que hoje sou tratado até como traidor por alguns eleitores mais emocionais que não compreendem que eu prefiro juntar, para separar lá na frente, do que separar agora, porque na realidade ninguém vai a lugar nenhum dessa forma”, desabafou.

Nesta manhã o deputado Julian participou de reunião com os delegados e presidente da Associação de Defesa das Prerrogativas dos Delegados de Policia da Paraíba (ADEPDEL), Esteferson Nogueira e enfatizou o alinhamento com os delegados de Policia Civil da Paraíba, para juntos, traçarem planos fortalecendo as forças de Segurança Pública da Paraíba.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

COVID-19: inscrições para processo seletivo terminam nesta terça-feira

A Secretaria de Saúde de Campina Grande encerra nesta terça-feira, 31, as inscrições do processo seletivo para contratação de profissionais que irão atuar nos hospitais durante o período de enfrentamento…

PRF e voluntários distribuem refeições para caminhoneiros, na PB

Em época de uma das maiores crises vivenciadas no mundo, a solidariedade ganha cada vez mais força no país. No momento em que muitos estabelecimentos comerciais estão fechados às margens…